Novo titular no gol do Figueirense coincide com queda de gols sofridos

Futebol Latino
·1 minuto de leitura


A entrada de um novo goleiro titular no Figueirense, Rodolfo Castro, parece ter contribuído diretamente para a queda na média de gols sofridos pela equipe pensando no mês de dezembro.

+CONFIRA A TABELA DO BRASILEIRÃO DA SÉRIE B

De acordo com os números acumulados até aqui pelo arqueiro de 25 anos de idade que é cria da base do Atlético-MG, são cinco tento sofridos em sete partidas que esteve no gol do Figueira, totalizando uma média que chega a 0,57. No caso de Sidão, esse mesmo dado chegava a 0,92 com os 14 gols sofridos em 13 partidas na mesma condição.

Os resultados da equipe conseguidos nessa sequência também podem ser analisados como uma consequência direta na diminuição dos gols sofridos.

Foram quatro vitórias, dois empates e apenas um revés que fizeram o Furacão do Estreito ter campanha boa o suficiente para deixar a zona de rebaixamento, estando agora com 35 pontos ganhos. As unidades ainda estão iguais ao primeiro time dentro do Z4 (Náutico), mas o clube catarinense está à frente pelo saldo de gols de -5 contra -7 do time de Pernambuco.

O Figueirense volta a entrar em campo apenas no ano de 2021 quando dá sequência na disputa da Série B recebendo no dia 8 de janeiro o CSA no Orlando Scarpelli.