Novo técnico diz que Holanda retornará às táticas tradicionais

Diretora de futebol da Associação Holandesa apresenta Ronald Koeman como novo técnico da seleção

AMSTERDÃ (Reuters) - O novo técnico da seleção da Holanda, Ronald Koeman, disse que retornará à maneira tradicional holandesa de jogar depois que seu antecessor Louis van Gaal irritou alguns críticos ao mudar a abordagem da equipe durante sua última passagem.

Koeman, que foi contratado como sucessor de Van Gaal no ano passado, foi oficialmente apresentado na segunda-feira em uma coletiva de imprensa e disse que colocaria em campo um time com quatro defensores novamente, em vez dos três zagueiros e dois alas que Van Gaal vinha escalando nos últimos 18 meses.

"Em princípio, estamos voltando ao sistema que jogávamos antes", disse Koeman, que havia sido técnico holandês entre 2018 e 2020 antes de partir abruptamente para o Barcelona. "Às vezes mudarei de sistema, mas seguiremos o princípio básico de quatro zagueiros."

A sensibilidade dos holandeses em relação ao esquema tático da seleção foi aflorada quando Van Gaal abandonou a abordagem tradicional, do 4-3-3, adotando uma estratégia de apostar mais no contra-ataque.

Van Gaal insistiu que era a única maneira de se tornar campeão mundial, mas Koeman disse que sentia às vezes, enquanto assistia à Copa do Mundo no Catar, que poderia ter havido um pouco mais de flexibilidade na abordagem holandesa e na configuração tática da equipe.

A Holanda foi eliminada pela eventual vencedora Argentina, nas quartas-de-final, no mês passado.

Koeman, que completa 60 anos em março, disse que já discutiu o assunto com alguns jogadores. "Você tem que perguntar a eles o que eles pensam sobre isso."

Sua primeira partida no comando será pelas eliminatórias da Eurocopa contra a França, em Paris, no dia 24 de março.