Novo presidente da Confederação Africana recebe apoio de Infantino

O presidente da Fifa Gianni Infantino se mostrou a favor da vitória de Ahmad Ahmad para o cargo de presidente da Confederação Africana de Futebol (CAF). Acreditando que o ex-presidente da Federação de Madagascar possa trazer mudanças ao futebol do continente, o suíço parece satisfeito com o novo dirigente.

A vitória de Ahmad Ahmad nas eleições presidenciais da CAF encerrou um ciclo de praticamente 30 anos de mandato de Issa Hayatou. O camaronês foi o último dirigente de uma confederação continental a se despedir do cargo presidencial após o ex-presidente da Fifa Joseph Blatter ser suspenso.

“A CAF tinha que decidir o que queria para o futuro e os africanos votaram pela mudança. O futebol da África não é fácil de comandar, mas os africanos têm grande paixão pelo esporte e desejaram um novo líder com maioria significativa”, disse Gianni Infantino durante o evento Football Talks, que está sendo realizado em Estoril, em Portugal.

Ainda que tenha demonstrado seu apoio a Ahmad Ahmad, Infantino também reconheceu os progressos que foram feitos durante o mandato de Issa Hayatou, que estava à frente da Confederação Africana de Futebol desde 1988.

Ahmad conseguiu 34 dos 54 votos possíveis de todas as federações de países africanos. Os outros 20 ficaram com Hayatou.

Com a mudança de número de participantes da Copa do Mundo, que a partir de 2022 passará a contar com 48 seleções, Ahmad já deixou explícito que planeja obter dez vagas para países africanos irem ao Mundial, no entanto, ainda não houve uma definição se sua intenção será atendida.