Novo presidente do Botafogo, Durcesio Mello revela otimismo com S/A: 'Está bem encaminhada'

Sergio Santana
·1 minuto de leitura


O projeto de clube-empresa é uma das pautas mais citadas nos bastidores do Botafogo. Durcesio Mello, presidente eleito para o quadriênio 2021-2024 em pleito realizado nesta terça-feira na sede de General Severiano, afirma que trata o possível profissionalismo do departamento de futebol do Alvinegro com um tom de otimismo.

- Não vou falar de data, porque já falei e me dei mal. Acredito que está bem encaminhada e tem modelo que torcedor vai poder ser sócio. Essa é a cereja do bolo. Estamos trabalhando com fundos estrangeiros, que comprariam 51% e os outros 49% podem ficar para investidores como eu, você ou quem quiser botar R$ 100 ou R$ 1.000. No futuro vai ganhar com dividendos - afirmou.

No que diz respeito à atual gestão, Durcesio garantiu que já escolheu um nome para participar da diretoria, mas preferiu não revelar.

- Escolhi o VP de Remo e o VP de Esportes Gerais. Esses já estão escolhidos, são os únicos, mas prefiro não falar os nomes - garantiu.

Os irmãos Moreira Salles também outros elementos essenciais para o futuro do Botafogo. Durcesio Mello afirmou que vai procurar ter contato direto com os donos do espaço do futuro centro de treinamento do clube.

- Vou falar com os Moreira Salles brevemente. São a solução para base e CT. Quero fazer rápido é devolver o CT para eles, que acabarão a obra e vão manter o CT por cinco anos. Esse é o maior presente de Natal que podemos receber. Um CT de primeiro mundo, um dos três tops do Brasil. Eles estão querendo fazer isso para nós - analisou.