Novo ano, nova expectativa: crias do Vasco devem ter mais espaço

Felippe Rocha
LANCE!
Jovens do Vasco têm diferentes caminhos trilhados e a seguir (Fotos: ASCOM/CSA; Divulgação; Rafael Ribeiro/Vasco)
Jovens do Vasco têm diferentes caminhos trilhados e a seguir (Fotos: ASCOM/CSA; Divulgação; Rafael Ribeiro/Vasco)


Aos poucos a pré-temporada do Vasco, que teve início na última quarta-feira, vai engrenar e o time vai ganhar forma. Mas já é certo que, mais uma vez, jovens revelados nas categorias de base do Cruz-Maltino terão papel importante ao longo do ano. Já foi assim em 2019, e a expectativa mínima é de que os mesmos nomes tenham protagonismo.

O ataque vascaíno, especialmente, vai ter muito das raízes de São Januário. Se Talles Magno, ainda com 17 anos, foi a grande revelação da equipe na última temporada, com dribles e gols, ele começa a temporada recuperado de lesão e com atenção e carinho da torcida. Ele dividirá holofotes com o experiente Germán Cano, de 31 anos, recém-contratado.

Mas também no ataque, Marrony, de 20 anos e a caminho da terceira temporada como profissional, marcou nove gols no ano passado. Foi o jogador que mais atuou pelo time profissional ao longo da temporada, junto com Yago Pikachu: 56 partidas, seja como ponta, seja como centroavante. Em 2020, ele deve iniciar os trabalhos pelo lado direito do ataque, já que Rossi (pelo menos até agora) não renovou.

No outro extremo, Jordi, nem tão garoto mais aos 26 anos, voltou de empréstimo e período de destaque no CSA para disputar posição com Fernando Miguel. O clube chegou a ponderar a contratação de um substituto para Sidão, que voltou para o Goiás. A nova comissão técnica entendeu que, num primeiro momento, o cria da colina precisa ser observado.

A torcida aguarda por mais brilho de dois jogadores fundamentais na campanha que levou o Vasco à final da Copa São Paulo de Juniores do ano passado. O meia Lucas Santos, que esteve emprestado ao CSKA no segundo semestre, é outro que será observado por Abel Braga. Já o centroavante Tiago Reis, destaque no primeiro semestre, mas subutilizado com Vanderlei Luxemburgo, segue aclamado nas redes sociais e na arquibancada.

Outros nomes devem ter espaço ao longo do ano. O lateral-esquerdo Henrique, de 25 anos, e mais antigo no atual plantel, disputará a titularidade com Ramon, que não atuou em 2019; Ricardo Graça segue como reserva imediato de Leandro Castan, na zaga. Espera-se que o volante Bruno Gomes seja titular desde os primeiros jogos. E a Copinha segue em curso. Outros nomes podem surpreender e aparecer em breve no time principal.











Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também