Nova Iguaçu e Cabofriense vencem e farão 'final' pela vaga na fase principal do Carioca na última rodada da Seletiva

LANCE!
·5 minuto de leitura


A disputa pela última vaga do Campeonato Carioca ficará para a última rodada. Mesmo com o Nova Iguaçu derrotando o Americano por 3 a 1 em Cardoso Moreira, na tarde desta quarta-feira a chance da equipe da Baixada Fluminense se classificar com antecedência foi adiada devido ao ímpeto da Cabofriense. O Tricolor Praiano venceu por 2 a 1 o Sampaio Corrêa, em jogo dramático.

> Veja a tabela completa do Campeonato Carioca

A Laranja da Baixada, que tem 22 pontos, precisa apenas de um empate no duelo com a Cabofriense, que acontecerá na próxima quarta-feira. Já a equipe de Cabo Frio, que chegou a 20 pontos, tem de obter os três pontos fora de casa para estar na fase principal do Campeonato Estadual. No outro jogo, America e Friburguense empataram em 4 a 4.

NOVA IGUAÇU SE IMPÕE E TEM VANTAGEM

O Nova Iguaçu comprovou sua força ao garantir com tranquilidade a vitória por 3 a 1 sobre o Americano. A equipe do técnico Carlos Vitor contou com os gols de Anderson Künzel, João Pedro e Ezequiel para levar a melhor em Cardoso Moreira, enquanto Di Maria diminuiu o marcador.

O Americano chegou a ter um início promissor, apostando na posse de bola. Entretanto, o Nova Iguaçu, mais incisivo, não demorou a tomar as rédeas e a criar oportunidades. Digão cobrou falta e Anderson Künzel desviou rente à trave. Em seguida, Gustavo bateu colocado e viu Hugo Matos se desdobrar para evitar. Rafinha também parou em boa defesa do goleiro.

Contra um Americano pouco inspirado, a equipe da Baixada não demorou a balançar a rede. Gustavo deu passe de calcanhar para João Pedro. O atacante avançou entre os zagueiros e foi parado com falta pelo lateral Baía aos 40 minutos dentro da área. Anderson Kunzel cobrou rasteiro e, mesmo com o goleiro Hugo Matos pulando para o canto certo, a bola parou no fundo da rede: 1 a 0, aos 41 minutos.

O Cano voltou revigorado do intervalo com as entradas de Pepeu e PV. A equipe pressionava mais a área adversária, mas não conseguia exigir o goleiro.

Só que a Laranja da Baixada foi cirúrgica. Yan aproveitou uma brecha pela esquerda e avançou como quis. Após saída em falso de Hugo Matos, o camisa 11 só serviu João Pedro, que completou para o gol aos 11 minutos.

Com as mudanças, a equipe de Campos ganhou mais velocidade e diminuiu o marcador aos 25 minutos. Pepeu cruzou e Ninho pegou mal na bola. Entretanto, Di Maria surgiu entre os zagueiros e mandou para a rede.

Após Pepeu e Di Maria tentarem investidas para igualar , o Nova Iguaçu assegurou sua vitória. Clemente cochilou e deu margem para Ezequiel avançar. O camisa 17 passou por dois adversários e, em finalização sem ângulo, garantiu a vitória por 3 a 1, além da vantagem da equipe em casa na partida decisiva contra a Cabofriense. Enquanto a Laranja da Baixada tem 22 pontos, o Americano segue com dez.


CABOFRIENSE SUA, MAS SEGUE NA BRIGA

A Cabofriense passou por apuros, mas conseguiu deixar a definição da vaga na fase principal do Campeonato Carioca para a última rodada. Após ver Alexandro abrir o placar para o Sampaio Corrêa, a equipe da Região dos Lagos contou com Alix Vinícius e Coutinho para definir a virada por 2 a 1 no Alair Corrêa.

Mesmo eliminado, o Sampaio surpreendeu aos 34 minutos. Alexandro aproveitou um cochilo dos donos da casa e, oportunista, tocou na saída do goleiro George. Porém, o Tricolor Praiano não se omitiu e quase marcou em finalização de Walber.

No lance seguinte, a Cabofriense igualou o marcador. Após cobrança de escanteio, Alix Vinícius surgiu entre os zagueiros e igualou o marcador aos 37 minutos.

O contra-ataque foi a arma para o time da casa garantir a virada e sua sobrevivência. Lançado, Natan recebeu o passe, passou por dois adversários e tentou finalizar, mas foi travado. Na sobra, Coutinho surgiu na direita e bateu rasteiro aos 30 minutos. Nos acréscimos, o Sampaio Corrêa, que se manteve nos 11 pontos, ainda teve uma expulsão: Jefinho deu um soco em Thiago Amaral em um lance sem bola.


JOGO ELETRIZANTE E OITO GOLS EM GIULITE COUTINHO

Mesmo eliminados, America e Friburguense protagonizaram um jogo repleto de emoções. Após um início promissor do Mecão (que chegou a abrir dois gols de vantagem), o Frizão reagiu e arrancou um empate em 4 a 4 no Giulite Coutinho. A equipe comanda por Josué Teixeira foi para nove pontos, enquanto o time de Nova Friburgo somou seu segundo ponto.

O placar foi inaugurado logo aos três minutos. Rômulo deu passe de letra para França, que concluiu no canto do goleiro aos três minutos. Rômulo cruzou e Pedro apareceu livre entre os zagueiros. Após rebote do goleiro, o atacante mandou para a rede.

Aos 16, o Friburguense diminuiu. Wellington cruzou e Ricardinho emendou com veneno para o fundo da rede. Só que o Mecão ampliou em cobrança de falta precisa de Pedro aos 34 minutos.

A volta do intervalo trouxe um ritmo alucinante. Igor Gomes avançou pela direita e foi derrubado. Léo converteu no meio do gol, diminuindo para o Frizão aos três minutos.

Contudo, no ataque seguinte o Mecão ampliou sua vantagem. Rômulo aproveitou espaço em contra-ataque pela direita e fez um cruzamento rasteiro. França empurrou para a rede. A pontaria do Friburguense também continuou forte aos nove minutos. Luiz Felipe recebeu passe na intermediária e concluiu no ângulo de Deola.

Mesmo com a piora do nível técnico da partida, o Friburguense continuou a se empenhar e, aos 44 minutos, garantiu seu gol de empate. Ricardinho cobrou falta para a área e Flávio mandou para o fundo da rede, assegurando o 4 a 4.