Notícias do dia - O que você precisa saber para começar a segunda (23)

Redação Notícias
·2 minuto de leitura
Herd immunity is calculated from the epidemic’s so-called reproductive number, R0, an indicator of how many people each infected person spreads the virus to. (Getty Images)
Herd immunity is calculated from the epidemic’s so-called reproductive number, R0, an indicator of how many people each infected person spreads the virus to. (Getty Images)

Bolsonaro e Putin acertam liberação de motorista brasileiro preso na Rússia; Coronavírus: 6,8 milhões de testes comprados pelo governo perderão validade; Governo Bolsonaro planeja privatizar postos de saúde desde 2019; Amapá completa 20 dias de apagão; luz deve voltar só na quinta e Saúde deve assinar 'cartas de intenção' sobre 5 vacinas

Leia as notícias mais importantes para você começar a segunda-feira, 23 de novembro de 2020:

Bolsonaro e Putin acertam liberação de motorista brasileiro preso na Rússia

Segundo informações da revista Época, após intervenções de Jair Bolsonaro (sem partido) pedindo a soltura de Oliveira, o presidente russo, Vladimir Putin, sinalizou com a resolução do caso e a saída do motorista da prisão. LEIA A NOTÍCIA COMPLETA

Coronavírus: 6,8 milhões de testes comprados pelo governo perderão validade

De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, 6,86 milhões de exames RT-PCR estão estocados em um armazém do governo federal em Guarulhos (SP), porém não foram distribuídos para a rede pública. A quantidade supera o total de testes aplicados até hoje pelo SUS (5 milhões). Ao todo, o governo investiu R$ 764,5 milhões. O lote encalhado tem validade de oito meses. LEIA A NOTÍCIA COMPLETA

Governo Bolsonaro planeja privatizar postos de saúde desde 2019

Segundo a revista Época, em novembro do ano passado, o Ministério da Saúde, na época comandado por Luiz Henrique Mandetta, respondeu a um ofício do Planalto dando aval à consulta e enviando um parecer jurídico favorável. LEIA A NOTÍCIA COMPLETA

Amapá completa 20 dias de apagão; luz deve voltar só na quinta

Segundo o Ministério de Minas e Energia (MME), os 47 geradores instalados em subestações da capital, Macapá, e da cidade vizinha, Santana, seriam suficientes para atingir os 100% da carga necessária para abastecer todas as cidades, porém no sábado foram ligados só 20 megawatts dos 45 contratados. O restante entrará em operação neste domingo, anunciou a pasta. LEIA A NOTÍCIA COMPLETA

Saúde deve assinar 'cartas de intenção' sobre 5 vacinas

Essa roda de conversas com as empresas não inclui o laboratório chinês Sinovac, responsável pela vacina Coronavac e objeto de disputa do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) com o governador de São Paulo, João Doria (PSDB). LEIA A NOTÍCIA COMPLETA