Nos pênaltis! Volpi salva, São Paulo supera Fortaleza e vai às quartas de final da Copa do Brasil

Marina Bufon*
·6 minuto de leitura


Tudo parecia caminhar para uma classificação tranquila do São Paulo, mas a decisão da vaga para as quartas de final da Copa do Brasil teve muita emoção no Morumbi. Após empate por 2 a 2 com o Fortaleza no tempo regulamentar, a decisão foi para os pênaltis, nas cobranças alternadas, e quem se deu melhor e classificou-se para a etapa seguinte foi mesmo o Tricolor, com uma defesa de Tiago Volpi após uma longa série de 19 penalidades batidas.

O São Paulo foi melhor durante toda a primeira etapa, tanto que foi premiado logo aos dez minutos com um belo gol de Brenner, de voleio – poderia ter sido mais. Por outro lado, o Fortaleza não foi eficiente, principalmente por conta do meio-campo, inexistente. No segundo tempo, o Leão cresceu em campo e chegou pelo menos quatro vezes, com defesas essenciais de Tiago Volpi, mas Brenner novamente apareceu e ampliou o placar para 2 a 0. No entanto, o Fortaleza fez dois gols em dez minutos, com David (após falha de Diego) e Roger Machado, este último nos acréscimos, e a decisão foi para os pênaltis.

Nas cobranças, Juninho, Wellington Paulista, Bruno Melo, Marlon e o goleiro Max Walef, pelo Fortaleza, converteram. Pelo Tricolor, Reinaldo, Tchê Tchê, Daniel Alves, Pablo e Vitor Bueno fizeram. Nas alternadas, Yuri César, Volpi, Paulão, Bruno Alves, Osvaldo, Arboleda, Roger Carvalho, Diego e Léo fizeram, mas Gabriel Dias, do Leão, parou em Volpi.

A classificação vem em ótima hora. Na temporada 2020, o time comandado por Fernando Diniz acabou eliminado do Campeonato Paulista diante do Mirassol e também antecipadamente da Copa Libertadores, ao cair na fase de grupos. No entanto, esse triunfo (após 3 a 3 no jogo de ida) dá um respiro para a equipe buscar a taça inédita e seguir brigando nas outras competições que disputa – Campeonato Brasileiro e Copa Sul-Americana.

O São Paulo, que neste domingo estava sob comando de Márcio Araújo (Diniz estava cumprindo suspensão) é o primeiro time classificado para as quartas de final da competição. Nesta semana, os outros duelos das oitavas acontecerão. Porém, todos eles serão ainda os de ida, sendo definidos os classificados apenas na outra semana.

O Tricolor não tem tempo para respirar: na terça-feira viaja para a Argentina, onde enfrentará no dia seguinte o Lanús, às 21h30, pela segunda rodada da Copa Sul-Americana, enquanto o Leão tem compromisso no Campeonato Brasileiro somente no sábado, contra o Fluminense, às 21h, no Castelão.

Primeiro tempo: gol da (jovem) estrela
Início de muito estudo no estádio do Morumbi, com marcação alta e fechada dos visitantes, enquanto o São Paulo tentava infiltrar de alguma forma – nos primeiros 20 segundos, foi marcado impedimento de Luciano em bom passe enfiado. A primeira jogada de perigo aconteceu aos 9 minutos, com lance pela direita entre Tchê Tchê e Daniel Alves, que passou para Gabriel Sara chutar para fora.

No escanteio dessa jogada, Daniel Alves cruzou no meio da área, Igor Gomes dividiu e a bola sobrou para Brenner, que bateu de primeira para abrir o placar no Morumbi aos dez minutos – foi o sexto gol dele em seis jogos seguidos como titular. A resposta veio aos 14, com cruzamento para área, mas Tinga não alcançou. A próxima oportunidade só foi surgir aos 23, com Igor Gomes, que avançou sozinho pelo meio e chutou para fora.

Perto dos 30, Gabriel Sara fez bela jogada pela esquerda e passou para Luciano, que chutou para fora. A chance de mais perigo do Fortaleza aconteceu aos 31 minutos, quando David cruzou para a área e Romarinho cabeceou, mas fraco. Aos 40, David arriscou de longe após bola sobrar em cobrança de falta, porém, para fora novamente.

Segundo tempo: parecia igual, mas...
No retorno para a etapa complementar, o São Paulo voltou com o mesmo time, enquanto Ceni trocou Ronald por Yuri César. Assim como no primeiro tempo, os donos da casa foram mais para o ataque, mas sem conseguirem ser eficientes o bastante para liquidar a partida. Aos 11, boa chegada com contra-ataque de Igor Gomes pela esquerda, deixa para Reinaldo, que cruza rasteiro, mas o zagueiro Paulão tirou a tempo. Na jogada seguinte, Tiago Volpi apareceu pela primeira vez e impediu o gol de empate com Gabriel Dias.

Aos 14 minutos, o goleiro novamente precisou realizar uma grande defesa, em chute de fora da área de Felipe. Precisando do resultado, o Fortaleza seguiu tentando pressionar: aos 20 minutos, em contra-ataque pela direita, David invadiu a área, deixou Diego no chão e chutou para a defesa de Volpi, que espalmou. No rebate, o camisa 17 tentou e parou de novo no arqueiro.

Aos 22, o Leão saiu errado e Brenner tentou, mas Paulão foi cirúrgico e tirou a bola. Apesar de estar melhor na partida e buscando o tento de empate, o Fortaleza foi castigado novamente com Brenner, que estufou as redes pela segunda vez na partida aos 26 minutos, após Sara ganhar dividida e cruzar na área, Bruno Alves e dividir e a bola sobrar para o camisa 30. Aos 35, após falha de Diego na saída de bola, David diminuiu para o Fortaleza.

No final do jogo, não houve a temida pressão do Leão, e o Tricolor chegou mais perto do terceiro gol com Luan, mas Max Walef fez boa defesa. No entanto, quando a partida ia se encaminhando para o final, Roger Carvalho subiu mais que todo mundo e cabeceou no canto oposto de Volpi.

Nas cobranças, Juninho, Wellington Paulista, Bruno Melo, Marlon e o goleiro Max Walef, pelo Fortaleza, converteram. Pelo Tricolor, Reinaldo, Tchê Tchê, Daniel Alves, Pablo e Vitor Bueno fizeram. Nas alternadas, Yuri César, Volpi, Paulão, Bruno Alves, Osvaldo, Arboleda, Roger Carvalho, Diego e Léo fizeram, mas Gabriel Dias, do Leão, parou em Volpi. São Paulo classificado!

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 2 (10) X (9) 2 FORTALEZA
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data/Horário: dia 25 de outubro (domingo), às 20h30
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi e Jose Eduardo Calza (RS)
VAR: Jean Pierre Goncalves Lima (RS)
GOLS: SÃO PAULO: Brenner, aos 10’/1ºT e aos 26’/2ºT; FORTALEZA: David, aos 35’/2ºT, Roger Machado, aos 46’/2ºT.

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Tchê Tchê, Bruno Alves, Diego Costa e Reinaldo; Luan, Daniel Alves, Gabriel Sara (Léo, aos 40’/2ºT) e Igor Gomes (Arboleda, aos 44’/2ºT); Luciano (Pablo, aos 25’/2ºT) e Brenner (Vitor Bueno, aos 40’/2ºT). Técnico: Fernando Diniz (Márcio Araújo)

FORTALEZA: Max Walef, Gabriel Dias, Paulão, Roger Carvalho e Bruno Melo; Felipe (Igor Torres, aos 37’/2ºT), Ronald (Yuri César, intervalo) e Juninho; Romarinho (Marlon, aos 22’/2ºT), Tinga (Osvaldo, aos 22’/2ºT) e David (Wellington Paulista, aos 49’/2ºT). Técnico: Rogério Ceni

*Sob supervisão de Vinícius Perazzini.