Nos pênaltis, Inter vence o Caxias e mantém vivo o sonho do hepta

No estádio Centenário, Internacional e Caxias duelaram pela primeira vaga na decisão do Campeonato Gaúcho. No tempo normal, o Grená devolveu o 1 a 0, com gol de Júlio César, sofrido no Beira-Rio e levou a partida para os pênaltis. Nas penalidades máximas, Keiller brilhou e garantiu o Colorado vivo na busca pelo sétimo título consecutivo na competição. O Inter agora espera o vencedor de Novo Hamburgo e Grêmio.

O Jogo

A partida começou com uma confusão após falta dura de D'Alessandro em Wágner. Depois, o Inter perdeu Marcelo Lomba por uma lesão na coxa, aos 5 minutos de jogo. A primeira chance veio aos 21 minutos, quando Edenílson driblou Lúcio e, sem goleiro, acertou a trave do Caxias. Aos 25, Wágner cruzou e Julio César cabeceou de maneira indefensável para Keiller, 1 a 0. No lance seguinte, o próprio atacante criou outra oportunidade mas o goleiro Colorado defendeu. Aos 37, Nico López buscou o drible mas a bola bateu no braço de Laércio e o árbitro mandou o jogo seguir, ignorando o pedido de pênalti.

Na segunda etapa, a partida foi mais disputada e dura, com quatro cartões amarelos em 12 minutos. Aos 13, Brenner completou o cruzamento de Alemão e finalizou para a defesa de Lúcio. Dois minutos depois, Uendel finalizou por cima do gol e perdeu uma grande chance. Aos 20, Léo Ortiz derrubou Marlon e o árbitro marcou a penalidade máxima. Uma confusão começou e Brenner foi expulso ao empurrar o juiz. Na cobrança, Keiller defendeu a cobrança de Gilmar. Depois desse lance, a partida se arrastou até o final sem nenhuma chance perigosa e a decisão foi para a disputa dos pênaltis.

Em um lance na lateral, o técnico Antônio Carlos simulou ter sido agredido pelo jogador do Caxias no rosto, em mais uma das confusões.

Nas penalidades, D'Alessandro converteu a primeira cobrança, provocou a torcida do Caxias e iniciou uma confusão com os reservas e membros da comissão técnica da equipe grená. No fim, o médico dos donos da casa foi expulso. Nas outras cobranças, Keiller brilhou novamente ao pegar a cobrança de Marlon e garantiu o Inter na decisão, mantendo vivo o sonho do heptacampeonato gaúcho do Colorado na vitória por 5 a 3.









E MAIS: