Nos pênaltis, Atlético-PR se classifica contra Londrina e pega o Coritiba na final

Daniel Piva
Furacão perdeu por 2 a 1 no tempo normal, mas venceu nos pênaltis por 5 a 3

O Atlético-PR sofreu, mas se classificou para a decisão do Estadual. Na tarde deste domingo, no Estádio do Café, o time reserva atleticano foi muito pressionado pelo Londrina e perdeu por 2 a 1. Como havia vencido por esse mesmo placar em Curitiba, a decisão foi para os pênaltis. E aí o Furacão levou a melhor e venceu por 5 a 3.

Desde os minutos iniciais, o Londrina partiu para o ataque. No entanto, o time pecava nos cruzamentos. Quando acertou esse fundamento, a equipe passou a levar muito perigo contra a meta do Atlético-PR. Os atacantes Paulo Rangel e Yaya e o zagueiro Marcondes assustaram o goleiro Santos, que passava a ser o principal nome do time atleticano.

Até que, aos 38 minutos, após um novo cruzamento para a área, o atacante Paulo Rangel não desperdiçou e abriu o placar no Estádio do Café. 1 a 0 para o Londrina.

- O time deles está marcando certinho. Não conseguimos sair da pressão. Temos que melhorar para marcar o gol - apontou o atacante Crysan, do Atlético-PR, ao deixar o gramado no intervalo do jogo no Estádio do Café.

Mas o cenário pouco mudou. O Londrina seguiu pressionando muito o Atlético-PR e marcou o segundo gol aos sete minutos da etapa final, com o meia Celsinho. 2 a 0, resultado que classificaria o LEC para a decisão.

Mesmo assim, o Londrina seguia criando as melhores oportunidades, tanto é que acertou a trave com Paulo Rangel e o goleiro Santos, do Atlético-PR, fez mais uma importante defesa.

Com as entradas de Matheus Anjos, Nicolas e Yago, o Atlético-PR passou a ficar mais presente no campo do ataque. E em uma das primeiras finalizações do time na partida, o Furacão marcou o gol que o recolocava na disputa, com Renan Paulino, aos 35 minutos.

Com o 2 a 1 no tempo normal, a decisão foi para as penalidades máximas. E quem levou a melhor foi o Atlético-PR, que converteu todas. Já o Londrina perdeu uma, com Rafael Gava. Assim, deu 5 a 3 Furacão, que encara o Coritiba na final.













E MAIS: