Norris revela que teve de lidar com problemas psicológicos em seu primeiro ano de F1: "Pressão e ansiedade"

Bjorn Smit
·2 minuto de leitura

. Com o seu depoimento, o jovem britânico espera inspirar outras pessoas a também falarem sobre sua saúde mental.

Durante sua primeira temporada na Fórmula 1, Lando Norris causou boa impressão. O estreante pontuou em onze corridas, o que o levou à décima primeira posição no campeonato, com 49 pontos.

Mas ao mesmo tempo que impressionava com seu desempenho na pista e personalidade divertida fora dela, o piloto da McLaren tinha de lidar com sua saúde mental.

<span class="copyright">Mark Sutton / Motorsport Images</span>
Mark Sutton / Motorsport Images

Mark Sutton / Motorsport Images

De acordo com Norris, é importante conversar sobre esses problemas psicológicos com pessoas em quem você confia. Ele mesmo menciona a família e os amigos como pessoas com as quais costuma desabafar sobre esses problemas, mas também fala com seu chefe, treinador de desempenho e engenheiros.

“Fora da pista, essa é a minha família”, deixa claro o britânico. No começo deste ano, ele conversou muito com esse grupo de pessoas sobre seus medos e nervos.

“Os problemas poderiam ter afetado meu segundo ano na F1. Conversar com eles fez com que este ano eu me sentisse muito melhor comigo mesmo - mais positivo e com mais confiança.”

“Isso mostra o quão poderoso pode ser conversar com alguém e como é importante ter pessoas ao seu redor em quem você pode confiar e com quem você pode contar. ”

Norris também contratou um psicólogo até o final de 2019 para discutir esses problemas. Agora, ele diz, isso é coisa do passado. “Este ano eu estava confiante o suficiente para assumir mais responsabilidade por minha própria saúde mental. Acho que faz parte do processo de crescimento ”

F1: Entenda o jogo político nos bastidores do 'duelo' Hulk vs Pérez pela vaga na Red Bull em 2021

Podcast #076 – Hamilton x Schumacher: a comparação entre os campeões da F1

Your browser does not support the audio element.