Nona vitória de Tite no comando do Brasil dá 22% de lucro diante do Paraguai

Douglas Nunes
Seleção brasileira entra com enorme favoritismo para o confronto Com a classificação garantida, o Brasil entra em campo pela 14ª rodada das eliminatórias da Copa do Mundo buscando apenas manter a invencibilidade com Tite no comando. Considerando o amistoso com a Colômbia, são oito vitórias consecutivas e por isso, a seleção é favorita mais uma vez - veja os prognósticos. Sem conhecer nenhum outro resultado e voando com Neymar e Coutinho, a equipe deve vencer o Paraguai com tranquilidade, pagando R$ 1,22 em cada real, de acordo com dados do Bumbet.

Seleção brasileira entra com enorme favoritismo para o confronto

Com a classificação garantida, o Brasil entra em campo pela 14ª rodada das eliminatórias da Copa do Mundo buscando apenas manter a invencibilidade com Tite no comando. Considerando o amistoso com a Colômbia, são oito vitórias consecutivas e por isso, a seleção é favorita mais uma vez - veja os prognósticos.

Sem conhecer nenhum outro resultado e voando com Neymar e Coutinho, a equipe deve vencer o Paraguai com tranquilidade, pagando R$ 1,22 em cada real, de acordo com dados do Bumbet. Além do bom desempenho na frente, com 22 gols em oito jogos, a defesa também tem sido quase perfeita, sendo vazada apenas duas vezes. Com isso, vale investir em uma diferença de no mínimo dois gols de saldo, que aumenta o lucro em mais R$ 0,30.

Do outro lado, os paraguaios até chegam de um triunfo importante para cima do Equador e encostaram na zona de classificação, mas só venceram uma única partida das últimas cinco que fizeram fora de casa. Para piorar, não sabem o que é superar o Brasil no tempo normal há 13 anos, tendo perdido duas e empatado três neste período. Se conseguirem ao menos mais uma igualdade, garantem R$ 6,75; já a quebra da série invicta de Tite rende inacreditáveis R$ 15,00.

Chile tem vitória certa

Outra seleção que entra em campo com certeza de vitória é o Chile. Mesmo sem fazer uma boa campanha e no momento aparecer na sexta posição, a equipe deve passar facilmente pela lanterna Venezuela, dando R$ 1,22 para cada real. Com o adversário tendo perdido cinco dos seis jogos fora de casa e sofrido 17 gols, os chilenos, que chegam de derrota para a Argentina, também são boas opções para um saldo de dois ou mais gols, que salta o retorno para R$ 1,55. Os Venezuelanos estão fora de cogitação e são completas zebras, oferecendo R$ 6,75 por um empate e R$ 12,00 por um triunfo.

Duelo direto

Com o Chile tendo uma tarefa fácil, aumenta a tensão entre Colômbia e Equador. Isso porque quem perder vai terminar a rodada fora da zona de classificação. A situação equatoriana é a mais dramática, pois com a derrota para o Paraguai acabou caindo para a quinta posição. No entanto, jogando em casa e contando com o vice-artilheiro da competição, o atacante Caicedo, tem tudo para sair com um resultado positivo, rendendo R$ 2,10 para cada R$ 1,00.

Os colombianos até apresentam um time mais forte em nomes, como James Rodriguez e Cuadrado, mas estão sofrendo dentro de campo. Nas últimas cinco partidas, só venceram uma, contra a fraca Bolívia, e por apenas 1 a 0, com gol de pênalti. No entanto, caso vençam novamente, garante R$ 3,55. O empate dá um pouco menos, R$ 3,25.

Uruguai tenta recuperação

Quando Cavani abriu o placar para o Uruguai sobre o Brasil, a seleção se colocava em um cenário quase perfeito. Estaria colado no líder e longe da confusão, algo bem diferente de agora. Neste momento, ainda é a segunda colocada, mas pode ver até três equipes ultrapassarem se não tiver um bom resultado diante do Peru.

Porém, os uruguaios precisam agradecer a tabela, pois o oponente é um dos melhores possíveis para este momento. Seu adversário só ganhou um único jogo dos últimos cinco que fez e, portanto, vale confiar em um empate, pagando R$ 3,35. Um triunfo, no entanto, parece algo um pouco mais distante e vale R$ 2,40. Com um fraco aproveitamento em casa, os peruanos não chegam bem cotados e oferecem R$ 2,95.

Bolívia é boa opção

A Argentina até vem de duas vitórias seguidas, mas o futebol ainda não apareceu e fez lembrar os apagões diante do Brasil e do Paraguai. Se conseguir superar isso e ganhar pela terceira vez, paga R$ 3,50 em cada real, mas é um bom dia para acreditar em um revés de Messi.

Podendo sempre contar com a altitude, os bolivianos, ganharam dois, empataram outros dois e só foram derrotados uma única vez nos últimos cinco encontros com os argentinos em casa. Sendo assim, é uma boa investir em um triunfo, que garante excelentes R$ 4,30. O empate garante um pouco menos, R$ 3,50.

Jogos de terça-feira na 14ª rodada das Eliminatórias da América do Sul:

Odds em 26 de março, segundo o Bumbet

  • 17:00 – Bolívia (R$ 4,30) x (R$ 1,83) Argentina. Empate: R$ 3,50
  • 18:00 – Equador (R$ 2,10) x (R$ 3,55) Colômbia. Empate: R$ 3,25
  • 19:00 – Chile (R$ 1,22) x (R$ 12,00) Venezuela. Empate: R$ 6,75
  • 21:45 – Brasil (R$ 1,22) x (R$ 15,00) Paraguai. Empate: R$ 6,75
  • 23:15 – Peru (R$ 2,95) x (R$ 2,40) Uruguai. Empate: R$ 3,35