No último Tunísia X Inglaterra antes de 2018, Bin Laden havia planejado ataque terrorista

Yahoo Esportes
A Inglaterra venceu a Tunísia por 2 a 1, com dois tentos do “Furacão” Harry Kane. Foto: Getty Images
A Inglaterra venceu a Tunísia por 2 a 1, com dois tentos do “Furacão” Harry Kane. Foto: Getty Images

A Inglaterra começou sua jornada na Copa do Mundo da Rússia contra a Tunísia, na última segunda-feira. Há 20 anos, na Copa do Mundo da França, a estreia também havia sido contra os tunisianos. Um episódio muito delicado, planejado para acontecer naquela partida, veio a conhecimento do público alguns anos depois.

Você já viu o novo app do Yahoo Esportes? Baixe agora!

Trata-se do plano de Osama Bin Laden de realizar um atentado contra a Inglaterra durante a partida. Ele foi apurado e divulgado pela ESPN e exposto no livro “Terror no campo”, do jornalista Adam Robinson, que se baseou em notas escritas por Ahmed Zaoui, um terrorista do al-Qaeda.

O plano envolvia observar os movimentos dos ingleses David Seaman (goleiro), Alan Shearer (atacante) e Glenn Hoodle (treinador) que estavam em campo, além dos então jovens jogadores Michael Owen e David Beckham. Depois, o homem principal deveria ir até o goleiro Seaman e explodir, como uma maneira de anunciar que os outros irmãos continuassem com o resto da operação.

Outros detalhes apontavam que Bin Laden pretendia que três homens entrassem infiltrados no estádio. Além do responsável por explodir o goleiro Seaman, outro jogaria uma bomba no banco de reservas – onde estavam Owen e Beckham – e o último atiraria em Shearer e abriria fogo nas arquibancadas. Essas açōes durariam 20 segundos. Outro ataque que havia sido planejado era o no hotel no qual os Estados Unidos estavam hospedados.

É sabido que Osama Bin Laden gostava de futebol e que chegou a assistir a um jogo do Arsenal, antes de ser banido, em 2001, e que até comprou a camisa de Ian Wright para seu filho.

Leia também:
Goleiro egípcio recusa prêmio de melhor da partida por causa de sua religião
Em estreia do Brasil, Fágner diz que Palmeiras não tem mundial
Bruna Marquezine consegue folga e vai à Rússia para assistir Neymar

Leia também