No Rei Pelé, CSA goleia o Brusque e sonha com vaga no G4

·4 minuto de leitura


Na expectativa de seguir na briga pelo acesso no Campeonato Brasileiro da Série B, o CSA não pensava em outro resultado a não ser a vitória sobre o Brusque, na noite deste sábado, no estádio Rei Pelé, em Maceió, pela 29ª rodada. E o Azulão não decepcionou seus torcedores. Em um confronto muito movimentado, com direito a show de Dellatorre, autor de dois gols ainda no primeiro tempo, os mandantes completaram a goleada na etapa final fechando a conta em 4 a 1 com direito a muita festa nas arquibancadas.

Com o resultado, o time comandado por Mozart chegou aos 45 pontos, pulando para a 6ª colocação com 45 pontos. Já a equipe de Waguinho Dias, por conta do revés, acabou estacionando no 16º lugar com seus 32 pontos, tendo uma diferença de dois para o Londrina, que hoje abre o Z4.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

CSA VAI PRA CIMA NO INÍCIO

Tentando fazer valer o fator casa, a equipe do CSA não quis saber de ceder espaços ao time do Brusque e partiu para seu campo de ataque. Com algumas investidas, tentou surpreender o goleiro Ruan Carneiro sendo a melhor chegada com Dellatorre, aos 12, após boa cabeçada do camisa 9.

Porém, tentando equilibrar as ações, a equipe catarinense resolveu acordar no jogo. Sendo assim, momentos depois, aos 17, Éverton Alemão tentou surpreender a defesa adversária conseguindo cabecear com estilo, vendo sua bola passar muito próximo ao gol.

AZULÃO ABRE O PLACAR NO REI PELÉ

Voltando a comandar as ações, a equipe Mozart não dava descanso ao sistema defensivo do Quadricolor. Com isso, após tentativas frustradas de Renato Cajá e Dellatorre, o atacante, aproveitando uma nova chance, conseguiu deixar o dele aos 32, após bom passe de Iury Castilho, mandando uma bomba para o fundo das redes.

BRUSQUE EMPATA, MAS CSA VOLTA A FICAR EM VANTAGEM NA SEQUÊNCIA

Mas a equipe de Waguinho Dias não desanimou. Mantendo a calma, foi para o ataque na expectativa de igualar tudo, até que conseguiu aos 41 minutos, com Garcez, aproveitando erro da defesa do CSA, dominando e tirando do goleiro para igualar tudo em Maceió.

Já nos acréscimos, quando tudo parecia caminhar-se para o resultado parcial em 1 a 1, outra vez ele, Dellatorre, aos 46, voltou a marcar. Após bom domínio na área, Didira encontrou o atacante em boas condições, só tendo o trabalho de desviar e fazer 2 a 1 no placar.

TIME ALAGOANO AUMENTA NO COMEÇO DA SEGUNDA ETAPA

Tendo uma baixa importante no time, perdendo o goleiro Thiago Rodrigues, após sentir o ombro, Mozart foi obrigado a colocar o reserva Lucas Frigeri em campo. Mesmo assim, o CSA não diminuiu o ritmo e, com 1 minuto de bola rolando, Yuri, recebendo assistência de Cristovam, bateu no cantinho para fazer 3 a 1 no duelo.

Já pelo lado do Brusque, além do prejuízo no marcador, a bruxa também estava solta. Entrando no intervalo de jogo no lugar de Diego Mathias, o meia Marlone, aos 5, acabou sendo substituído por Jhon Cley, caindo no gramado com dores.

AZULÃO NÃO COLOCA O PÉ NO FREIO E VIRA GOLEADA

Com o tempo passando, as coisas para o time visitante foram ficando cada vez mais difíceis. Aos 24, Ianson acabou sendo expulso no lance com Iury, deixando os catarinenses com desvantagem numérica em campo, sendo assim, aproveitando o momento, Renato Cajá, logo na sequência, aos 25, mandou um lindo chute de fora da área ampliando a contagem para 4 a 1.

Com algumas alterações sendo realizadas por ambos os lados, no CSA o foco foi ganhar tempo, enquanto que para o Brusque, a intenção era diminuir a vantagem do Azulão no placar. Entretanto, sem grandes emoções, os atletas do time local apenas administraram a posse de bola nos minutos finais, dando a deixa para a arbitragem colocar um ponto final no confronto, com direito a muita festa nas arquibancadas no Rei Pelé.

FICHA TÉCNICA
CSA 4x1 BRUSQUE


Data e horário: 09/10/2021, às 21h (de Brasília)
​Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL)
Árbitro: Paulo Cesar Zanovelli da Silva (CBF-MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (FIFA-MG) e Ricardo Junio de Souza (CBF-MG)
VAR: Wagner Reway (CBF-PB)

Cartões Amarelos: Lucão, 38'/1ºT; Thiago Alagoano, no intervalo; Marcelo Nunes, 2'/2ºT; Ianson, 8'/2ºT; Éverton Alemão, 19'/2ºT

Cartões Vermelhos: Ianson, 24'/2ºT

Gols: Dellatorre, 32'/1ºT (1-0); Garcez, 41'/1ºT (1-1); Dellatorre, 46'/1ºT (2-1); Yuri, 1'/2ºT (3-1); Renato Cajá, 25'/2ºT (4-1)

CSA: Thiago Rodrigues (Lucas Frigeri, no intervalo); Cristovam, Matheus Felipe, Lucão e Ernandes (Kevyn, aos 29'/2ºT); Geovane, Yuri, Renato Cajá (Bruno Mota, aos 29'/2ºT) e Didira (Marco Túlio, aos 19'/2ºT); Dellatorre (Reinaldo, aos 29'/2ºT) e Iury Castilho.
(Técnico: Mozart)

BRUSQUE: Ruan Carneiro; Toty, Ianson, Éverton Alemão e Marcelo Nunes; Rodolfo Potiguar, Zé Mateus, Diego Mathias (Marlone, no intervalo) e Thiago Alagoano (Claudinho, aos 27'/2ºT) e Garcez (Hugo Borges, aos 36'/2ºT); Edu (Tony, aos 36'/2ºT).
(Técnico: Waguinho Dias)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos