No primeiro jogo sem Carille, Timão bate o Fortaleza e quebra sequência de oitos jogos sem vencer

João Vítor Castanheira
LANCE!
Ao lado de Janderson, Boselli celebra um de seus dois gols nesta quarta-feira
Ao lado de Janderson, Boselli celebra um de seus dois gols nesta quarta-feira


Uma brisa de ar fresco soprou em Itaquera. No primeiro jogo após a demissão de Fábio Carille, o Corinthians venceu o Fortaleza por 3 a 2, nesta quarta-feira, e interrompeu uma sequência de oito jogos sem vitória. No banco de reservas, o interino Dyego Coelho superou Rogério Ceni em reedição de duelo dos anos 2000. Com o resultado pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Timão ganha ânimo na disputa por uma vaga na Libertadores.

A próxima rodada é de clássicos no sábado. O Alvinegro enfrenta o Palmeiras às 19h, no Pacaembu. Já o Fortaleza, que pode terminar a rodada mais perto do Z4, encara o Ceará, às 21h, no Castelão.

> Confira e simule a classificação do Campeonato Brasileiro

NADA DE NOVO

A resposta imediata do Corinthians à troca no comando técnico não foi como o torcedor esperava. Em boa parte do primeiro tempo, o Timão repetiu a falta de criatividade dos últimos jogos, sem conseguir ameaçar o gol cearense. O Fortaleza, que nada tinha a ver com isso, aproveitou o má fase dos paulistas. Bruno Melo fez boa jogada pela esquerda e encontrou Romarinho livre no meio da área. O atacante dominou e fuzilou o gol de Walter - que substituiu Cássio, vetado com dores no quadril.




RESPOSTA IMEDIATA
Atrás no placar, o Corinthians fez o que deveria ter feito desde o início e colocou intensidade no ataque. Aos 36, apenas três minutos depois do gol do Fortaleza, Pedrinho - aproveitamento o novo posicionamento - chutou cruzado, da intermediária, e achou Boselli na risca da pequena área. O argentino bateu por baixo de Felipe Alves, e deixou tudo igual em Itaquera.

(RE)INÍCIO FRENÉTICO
Se os primeiros 10 minutos da etapa inicial foram ruins, o inverso aconteceu no segundo tempo. Com apenas dois no relógio, Pedrinho, novamente pelo meio, achou Janderson na ponta esquerda. O garoto acelerou e cruzou para Júnior Urso, que invadindo a área, fez de cabeça e vibrou muito. O Fortaleza, porém, veio com tudo para o troco. No lance seguinte ao gol alvinegro, Walter adiou o empate cearense com boa defesa. Depois, aos seis, o camisa 27 fez nova intervenção em chute desviado. Mas no rebote, Bruno Melo cruzou, e Kieza se antecipou a Gil para escorar de cabeça e fazer 2 a 2.

ARGENTINO DECIDE!
Os donos da casa sentiram o gol de empate e viram os rivais partirem ao ataque. Aos 18, Walter, um dos melhores em campo, foi no cantinho para espalmar o chute do volante Felipe. Quando o Fortaleza parecia mais próximo do gol, Clayson, que havia acaba de entrar, apareceu. Na primeira jogada mais importante do camisa 25, ele cruzou para Boselli subir de cabeça e fazer o segundo em sua conta pessoal, e o terceiro do Corinthians no jogo. Com a vantagem, Alvinegro recuou suas linhas, segurou o time de Rogério Ceni e interrompeu o jejum de vitórias. Nos acréscimos, Pedrinho ainda saiu na cara do gol e desperdiçou a chance de aumentar.

​FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 3 x 2 FORTALEZA


Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data/Horário: 6/11/2019, às 19h30
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN) - 7,0 - Usou VAR com agilidade e controlou bem a partida
Assistentes: Alessandro Rocha de Matos (BA) e Jean Márcio dos Santos (RN)
Árbitro de vídeo: Adriano Milczvski (PR)
Assistentes do VAR: José Washington da Silva (PE) e Luciano Roggenbaum (PR
Gramado: Ótimo
Público e renda: 22.208 pagantes, 22.453 pessoas e renda de R$ 828.518,80
Cartões amarelos: Júnior Urso, Gabriel (COR); Felipe Alves, Felipe e Marlon (FOR)

GOLS: Romarinho 33'/1ºT (0-1), Boselli 36'/1ºT (1-1) Júnior Urso 2'/2ºT (2-1), Kieza 6'/2ºT (2-2), Boselli 27'/2ºT (3-2)

CORINTHIANS
Walter; Michel Macedo, Manoel, Gil e Danilo Avelar; Gabriel e Júnior Urso (Ramiro, 34'/2ºT); Janderson, Pedrinho e Mateus Vital (Clayson, 23'/2ºT) ; Boselli (Gustavo, 41'/2ºT). Técnico: Dyego Coelho

​FORTALEZA
Felipe Alves; Tinga, Quintero, Jackson e Bruno Melo; Felipe e Juninho; Marlon (Nenê Bonilha, 19'/2ºT) e Osvaldo (Matheus Alessandro, 30'/2ºT); Kieza e Romarinho (Edinho, 30'/2ºT). Técnico: Rogério Ceni




























Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também