No duelo de líderes, Chapecoense vira sobre o Sampaio Corrêa e dispara na liderança

Futebol Latino
·3 minuto de leitura


No confronto de líderes entre Sampaio Corrêa e Chapecoense, melhor para quem está na ponta da tabela. O Verdão virou a partida com um placar de 3 a 1 e disparou na 22ª rodada da Série B.

Com o resultado no Maranhão, a Chapecoense chegou aos 47 pontos e abriu dez pontos de diferença sobre o segundo colocado que é o próprio Sampaio Corrêa. A Bolívia tem 37 pontos junto com o Juventude, América-MG e Cuiabá (esses últimos dois ainda jogam neste sábado).

Na próxima rodada, a Chapecoense enfrenta o Cruzeiro dentro da Arena Condá, enquanto a Bolívia Querida viaja para encarar o Figueirense, em Santa Catarina.

PRIMEIRO TEMPO COM GOLS DOS LÍDERES

O Sampaio Corrêa é quem ditou o ritmo de jogo no começo de jogo. A Chapecoense observava o toque de bola dos rivais com seus jogadores atrás do meio-campo para aproveitar as oportunidades e sair no contra-ataque perigoso. Enquanto o Verdão seguia essa estratégia, a Bolívia Querida teve três chances de gol.

A partir dos 11 minutos, o jogo passou a ficar mais equilibrado. A Chape cresceu a posse de bola e teve mais tranquilidade para trabalhar, mas era o Sampaio quem ainda passava a ficar com mais tempo com a bola mais no pé. E foi em uma dessas que a Bolívia cavou um pênalti, onde a bola bateu na mão de Luiz Otávio. O artilheiro Caio Dantas bateu e converteu.

Apesar da Chape tentar trabalhar a bola, encontrou muitas dificuldades para a saída de bola. Mesmo assim, a equipe de Umberto Louzer não foi para o intervalo sem empatar o duelo. Busanello desceu pela esquerda e cruzou na medida para Anselmo Ramon cabecear no contrapé de Gustavo.

SEGUNDO TEMPO A CHAPE 'MATOU' O JOGO

Com o resultado igual na volta do intervalo, as equipes voltaram cautelosas sabendo que um gol poderia ser decisivo para um dos lados. Sampaio e Chape fizeram um jogo de muita marcação e pegado com muitas situações de falta e sem grandes chances de gol até os 15 minutos. E de falta em falta, foi o Verdão do Oeste quem aproveitou uma oportunidade para virar o jogo.

Aos 16 minutos, uma bola foi levantada na área em cobrança de falta. A bola viajou e encontrou Alan Santos, que estava em campo fazia somente dois minutos. Foi a virada da Chapecoense. O Sampaio Corrêa seguia com a maior posse de bola, mas a defesa adversária conseguia se sobressair para evitar o perigo, enquanto os contra-ataques dos catarinenses eram o maior perigo.

Foi em uma descida dessas que a Chape ampliou o marcador. Denner desceu pela esquerda e cruzou na área. Mike, sozinho, tocou para o fundo das redes. O rendimento do Sampaio Corrêa no segundo tempo foi muito abaixo daquele que foi os 45 minutos iniciais.

A Chapecoense por pouco não marca o quarto. Denner trouxe por dentro na entrada da área e chutou. A bola foi na trave e o goleiro Gustavo só ficou olhando.