No Chile, atacante recebe homenagem e faz gol depois de morto

·2 min de leitura
Artilheiro foi homenageado com gol no caixão. Foto: Reprodução
Artilheiro foi homenageado com gol no caixão. Foto: Reprodução

Quando um jogador é ídolo da torcida, não importa a divisão e o tamanho do clube que joga. Um caso ocorrido no Chile é a comprovação dessa tese. O desconhecido atacante Jaime Escandar deixou um legado incomparável para os moradores de Paine, cidade localizada na província de Maipo, na região metropolitana de Santiago.

Conhecido como o “atacante mais letal” já visto pelos torcedores da região, Negro Mafla, como era conhecido, recebeu uma homenagem diferente mesmo após sua morte.

Leia também:

Em ato organizado por ex-colegas de equipe que colocaram o caixão com Jaime na pequena área do campo onde fez muitos gols, a bola é chutada em direção ao local onde está o corpo do ex-jogador, para que ao desviar, vá em direção ao gol. O fato fica ainda mais inusitado pelo fato de que havia um goleiro posicionado debaixo das traves.

Assim que a bola entrou no gol, fogos de artifício foram lançados e diversas pessoas correram e abraçaram o caixão do ídolo local.

A história ficou conhecida após a gravação ser envidada para um perfil do Instagram chamado La Arenga del Abuelo. Os amigos do jogador fizeram um apelo emocionado para que o vídeo fosse publicado.

“Oi, Abuelo. Escrevo esta mensagem com muita dor, já que perdemos um dos melhores 9 da região no meu clube. Seria uma honra se você pudesse publicar o ‘último gol’ como um reconhecimento ao homem mais letal que conheci dentro da área”, registram na mensagem.

“O Negro nos deixou um grande legado e seria muito bom que muitas pessoas pudessem ver este vídeo, para que ele sinta o carinho. Só morre quem é esquecido e ele será lembrado para sempre. Descanse em paz, Jaime ‘Negro Mafla’ Escandar “, concluem.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos