No Campeonato Brasileiro, sal grosso também 'garante' vitórias das equipes

·2 min de leitura

No futebol, toda e qualquer ajuda é sempre muito bem-vinda, seja qual for a crença. Nas últimas semanas, pelo Brasileiro, Santos e Atlético-GO venceram suas partidas após sal grosso ser colocado em partes do estádio. No caso dos paulistas, a equipe derrotou o Grêmio por 1 a 0, na Vila Belmiro, no dia 10. Já os goianos, de virada, superaram o líder Atlético-MG por 2 a 1, no domingo, em casa.

Na partida na Vila Belmiro, o torcedor Israel Anderson de Melo, de 42 anos, que trabalha no setor de distribuição de alimentos do estádio, acabou ficando famoso por ter jogado sal grosso justamente em cima da cabine do VAR à beira do gramado. Foi o árbitro de vídeo que garantiu o gol de Wagner Leonardo, aos 47 minutos do segundo tempo. No campo, a arbitragem marcou impedimento.

— Inicialmente, eu pensei em jogar sal no campo inteiro, mas acabou que só consegui fazer isso justamente no VAR. Estava preocupado com a situação do Santos e tive a ideia de usar o sal grosso no sábado anterior ao jogo. Sou um homem de muita fé e, quando se trata do Santos, tenho muita superstição. Não uso camisa do Santos para assistir às partidas se não for ao estádio. Em casa, só assisto no mesmo lugar, com a mesma roupa. Coisa de torcedor — disse.

No Estádio Antônio Accyoli, em Goiânia, os dois gols do triunfo do Atlético-GO foram marcados na trave batizada por funcionários do clube antes do início da partida.

A explicação do que pode representar jogar sal grosso em um determinado local ou até mesmo tomar banho de sal grosso vem do babalorixá Roberto Braga, do candomblé Congo Angola, representante do terreiro Lumyjacarê Junçara, em Nova Iguaçu (RJ), na Baixada do Fluminense.

De acordo com Roberto Braga, o sal grosso, que já foi elemento de luxo pertencente apenas em famílias ricas, tem poderes capazes de dispersar a energia negativa, abrir caminhos e atrair sorte.

— Não é necessário fazer nenhum tipo de ritual para utilizar o sal grosso, basta alguém com boa energia e boas intenções jogar para purificar o ambiente. O sal vem do mar, morada de Iemanjá, por isso é tão poderoso. Ele é capaz de atrair coisas boas e expulsar as ruins — destacou.

Para o torcedor do Santos Israel Anderson, apenas o sal grosso não basta para vencer:

— Eles precisam jogar com amor à camisa e ao torcedor. Além do sal, é preciso raça.

Os dois times fazem campanhas irregulares no Brasileiro, especialmente o Santos, ameaçado de rebaixamento.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos