No aniversário de 70 anos do Maracanã, relembre os títulos do Santos no estádio

Fábio Lázaro
LANCE!


O estádio do Maracanã completa 70 anos nesta terça-feira. Considerado do “Templo do Futebol Brasileiro”, recebeu grandes momentos de diversas equipes do país, até mesmo fora do Rio de Janeiro, Estado onde é localizado, e com o Santos não foi diferente.

O Peixe conquistou oito títulos no Maraca, que também recebeu o milésimo gol do Rei do Futebol, Pelé, no dia 19 de novembro de 1969, na vitória por 2 a 1 do Alvinegro Praiano sobre o Vasco da Gama, pela 14ª rodada do Grupo A do Torneio Roberto Gomes Pedrosa.

Adiante, vamos relembrar os troféus levantados pelo Santos no “Maior do Mundo”.



Pelé - Milésimo Gol
Pelé - Milésimo Gol
Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

No Maracanã, Vasco foi a vitima do milésimo gol de Pelé                  (Foto: Divulgação)

Campeonato Brasileiro de 1962

Em 2010 a CBF reconheceu a Taça Brasil e o Robertão como títulos brasileiros. O Peixe, portanto, havia vencido o seu primeiro campeonato nacional, ao levar a Taça Brasil de 1961. Em 1962, veio o bicampeonato em pleno Maracanã.

Com o quinteto Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe, o Esquadrão Santista encarou a fortíssima equipe do Botafogo, de Manga, Nilton Santos, Garrincha, Amarildo e Zagallo. Após vencer no estádio do Pacaembu e perder no Maracanã, as equipes disputaram um confronto desempate do Rio de Janeiro, onde o Alvinegro Praiano não tomou conhecimento da Estrela Solitária e venceu por 5 a 0, com dois gols de Pelé e um de Dorval, Pepe e Coutinho. Do “Ataque dos Sonhos”, apenas Mengálvio não balançou às redes naquela ocasião.

Rio-SP de 1963

O Torneio Rio-SP de 1963 foi disputado no formado de pontos corridos, com o Santos sagrando-se campeão na penúltima rodada, ao vencer o Flamengo, no Maracanã, por 3 a 0, com gols de Coutinho, Dorval e Pelé.

Mundial Interclubes de 1963

O título mundial conquistado pelo Peixe em 1963 foi um dos mais difíceis da “Era Pelé, muito porque o Rei não esteve em campo nas duas partidas decisivas. Contra o poderoso Milan, do capitão Cesare Maldine e dos brasileiros Mazzola e Amarildo, o Alvinegro Praiano teve que reverter mais duas adversidades, além da ausência do Atleta do Século.

No primeiro confronto, disputado no San Siro, em Milão, vitória Rossonera por 4 a 2, sendo os dois gols santistas marcados por Pelé. O Santos, portanto, disputaria a volta no Maracanã e, vencendo, uma terceira partida seria disputada no mesmo estádio.

Com Almir Pernambuquinho no lugar de Edson Arantes do Nascimento, o Santos saiu perdendo por 2 a 0, gols de Mora e Mazzola. No entanto, Pepe, aos cinco minutos do segundo tempo, iniciou a reação alviengra. O empata saiu justamente dos pés de Almir. Lima virou aos 20 da etapa final. E Pepe confirmou o 4 a 2, três minutos depois.

No playoff, o lateral-esquerdo Dalmo, em cobrança de pênalti, deu a vitória do Peixe por 1 a 0 sobre os italianos, e o Santos conquistou o seu segundo título no Maracanã em 1963, sendo este o último Mundial vencido pela equipe.














Mais uma vez o Santos decidiu o Mundial e venceu o Milan por 1 a 0 no jogo-desempate, no Maracanã. Dessa vez sem gol de Pelé
Mais uma vez o Santos decidiu o Mundial e venceu o Milan por 1 a 0 no jogo-desempate, no Maracanã. Dessa vez sem gol de Pelé

Em 63, o Peixe conquistou o Mundial de Clubes no Maracanã          (Foto: Reprodução)

Rio-SP de 1964

O Santos garantiu o bicampeonato Rio-SP, em 1964, no mesmo palco que havia levantando a taça no ano anterior. No entanto, esse campeonato teve uma peculiaridade, já que Peixe e Botafogo terminaram empatados e o formato era de pontos corridos.

A organização do torneio, portanto, decidiu realizar uma série “melhor de três” entre as equipes, mas apenas a primeira partida foi realizada, com vitória botafoguense por 3 a 2, no Maracanã. Contudo, sem datas para realizar os demais confrontos, paulistas e cariocas foram aclamados campeões.

Campeonato Brasileiro de 1964

Após dividir o título do Rio-SP no primeiro semestre de 1964, naquele mesmo ano o Peixe conquistou um torneio no Maracanã para chamar de seu, sem compartilhar com mais ninguém. O Alvinegro Praiano empatou em 0 a 0 com o Flamengo na decisão da Taça Brasil, considerada Campeonato Brasileiro atualmente, e confirmou o triunfo, já que havia goleado os Rubro-Negros por 4 a 1, três dias antes, na primeira partida da final. Destaque para os três gols de Pelé no Pacaembu, no jogo de ida.

Campeonato Brasileiro de 1965

Foi no Maracanã que o Santos conquistou o seu penta brasileiro consecutivo. Entre os títulos da Taça Brasil entre 1961 e 1965, apenas 61 e 63 não foram confirmados no Maraca.

Após golear o Vasco, por 5 a 1, no Pacaembu, no confronto de ida da decisão, o Peixe ainda venceu o Cruzmaltino por 1 a 0, no Maracanã, com gol de Pelé, na segunda partida.

Campeonato Brasileiro de 1968

O único Torneio Roberto Gomes Pedrosa conquistado pelo Santos foi confirmado no Maracanã. Naquele ano foram disputados tanto o Robertão, quanto a Taça Brasil, ambos campeonatos considerados brasileiros, desde 2010.

O Santos foi líder do Grupo B e classificou-se ao quadrangular final junto com Internacional, Palmeiras e Vasco, onde o Peixe bateu os três e confirmou a conquista vencendo os cariocas por 2 a 1, no Maraca, no dia 10 de dezembro de 1968, gols de Toninho e Pelé.

Rio-SP de 1997

O Rio-SP de 1997 foi o único título do Santos no Maracanã fora da “Era Pelé”. O Santos não conquistava um título desde o Paulistão de 1984 e encarou o Flamengo da dupla Romário e Sávio. Após vencer por 2 a 1 o confronto de ida, no estádio do Morumbi, o título veio com doses de sofrimento, no Maraca.

O Santos até saiu na frente, mas sofreu a virada e precisou de um chute certeiro de Juary aos 31 minutos do segundo tempo para pintar o “Maior do Mundo” de preto e branco.





















Leia também