Nico López diz que momento dos goleiros do Inter é 'delicado'

PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - O atacante Nico López definiu com uma palavra o momento do Internacional em relação a seus goleiros: delicado. Segundo o uruguaio, o clube deve esperar para ver qual deles terá melhores condições de jogo.

Nenhum dos três inscritos no Gaúcho está perfeitamente apto a jogar. Keiller está totalmente descartado porque para por até três meses com luxação no cotovelo esquerdo. Marcelo Lomba e Danilo Fernandes se recuperam de lesão e tem chances de atuar no domingo (7) diante do Novo Hamburgo no segundo jogo da final.

"É uma um momento muito delicado. Nunca passei por isso. Temos que ganhar o Gauchão e todos querem ajudar. Esperaremos até o último momento por eles [goleiros]", disse Nico em entrevista coletiva.

O uruguaio considera o Novo Hamburgo a melhor equipe do Estadual e prevê dificuldades para o jogo de volta. Na ida, empate em 2 a 2, foi dele o gol que evitou a derrota do Inter.

"Treinamos sempre igual. Levamos dois gols de bola parada. Temos que treinar isso e seguir concentrados", disse. "O time deles marca muito, será um jogo muito difícil, é o melhor time do Gauchão", elogiou.

A definição sobre o goleiro para o duelo de volta, no estádio Centenário, em Caxias do Sul, será conhecido apenas momentos antes da bola rolar, às 16h. O Internacional irá fechar os dois próximos treinamentos, que serão realizados em um hotel na cidade de Viamão, na região metropolitana da capital.

Após o empate na primeira partida, quem vencer será campeão gaúcho. Em caso de novo empate, os pênaltis decidirão o campeão da edição 2017 do Estadual.