"Neymar viveu coisas que o fizeram amadurecer", diz Marquinhos à AFP

AFP
Marquinhos durante sessão de fotos em Camp de Loges, centro de treinamento do Paris Saint-Germain, 23 de novembro de 2019
Marquinhos durante sessão de fotos em Camp de Loges, centro de treinamento do Paris Saint-Germain, 23 de novembro de 2019

"Neymar viveu coisas que o fizeram amadurecer como pessoa e como jogador. Espero que seja uma grande temporada para ele e para nós", afirmou à AFP o zagueiro Marquinhos, um dos capitães do PSG, antes do duelo de terça-feira contra o Real Madrid, pela Liga dos Campeões.

Após sua transferência frustrada para o Barcelona na última janela europeia, além das polêmicas fora de campo e as seguidas lesões, dúvidas surgiram em relação ao estado físico e mental de Neymar para encarar sua terceira temporada em Paris.

"Ney sempre dá tudo de si. É alguém que não faz nada pela metade, dá para ver isso no campo, quando ele recebe a bola e quer ser decisivo", explicou Marquinhos em entrevista à AFP.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

"Quando ele está em campo, mesmo depois de tudo que aconteceu na janela de transferência e com outras histórias, ele entra em campo para ganhar, marcar, ser decisivo. Ele não se esconde. É assim que ele mostrar que está com a gente até o fim", completou.

As recentes seguidas lesões de Nemyar, que desfalcou o PSG na reta final das duas últimas temporadas, preocupam o clube francês, que espera recuperar os 222 milhões de euros investidos para tirar o atacante do Barcelona em 2017.

"Eu espero que sim. Ele sempre tem vontade de se provar, de ganhar. É um verdadeiro competidor, e não só no futebol. Ele quer ser o melhor em tudo que faz, ele tem isso na cabeça. Como não foi nos últimos anos, com certeza ele vai querer ser o melhor do mundo nesta temporada", elogiou Marquinhos.

Resta a Neymar, porém, mostrar que consegue deixar de lado as tentações fora de campo.

O técnico do PSG, o alemão Thomas Tuchel, por exemplo, não gostou da viagem de Neymar, em fase final de recuperação de lesão, a Madri para assistir à Copa Davis de tênis, na semana passada.

"Ele trabalhou bem durante a semana, fez tudo que tinha que fazer", defendeu Marquinhos. "Acho que poderíamos dar mais valor às coisas boas que ele fez".

"Se colocarmos tudo na balança, as coisas boas que fez (são superiores), mas as coisas ruins sempre dão mais o que falar porque ele é o 'Ney'. Quando se fala de 'Ney', isso tem alcance no mundo inteiro", concluiu o zagueiro da Seleção.

Leia também