Neymar, Robinho e Ganso devem ficar fora de pintura no muro do CT santista

Jorge Nicola
Nova faxada do CT santista já começou a ser feita e terá fundo preto (Divulgação)

O presidente santista Modesto Roma Júnior ainda não crava, mas está decidido a deixar Neymar, Robinho e Ganso, ídolos recentes do torcedor, de fora das pinturas do muro no centro de treinamento do time profissional, na entrada da cidade de Santos. E a justificativa já está até pronta: somente ídolos incontestáveis serão homenageados.

O trio esteve retratado nos muros nos últimos anos. Ocorre que o trabalho do artista Paulo Consentino, feito uma década atrás, precisava de uma restauração e decidiu-se apagar todos os desenhos para a criação de uma arte totalmente nova, com fundo preto. A primeira parte, inclusive, já foi concluída e faz menção à torcida, além de Pelé, Pepe, Elano e Léo.

Robinho vive relação de amor e ódio com o santista desde 2004, quando forçou a barra para trocar a Vila Belmiro pelo Real Madrid. Como voltou ao Santos em outros dois momentos, o atacante conseguiu apagar a impressão ruim. Mas queimou seu filme de novo no ano passado, quando pediu alto para retornar ao Peixe e acertou com o Atlético-MG.

Neymar foi fundamental na conquista da última Libertadores, em 2012, e garantiu milhares de jovens torcedores ao Peixe, mas virou “persona non grata” com o vazamento das notícias de que lucrou muito mais do que o clube com sua transferência para o Barcelona. Pior: ele já estava vendido ao gigante espanhol desde 2011, ou seja, um ano antes da final do Mundial de Clubes em que o Peixe foi goleado pelo Barça.

 

Já Ganso foi alvo de moedas nas vezes em que pisou na Vila Belmiro para enfrentar o Santos como adversário, com a camisa do São Paulo. A curiosidade é que o nome do meia foi especulado nas últimas semanas, depois da viagem de Modesto Roma à Espanha. Naquele momento, o jogador vivia péssima fase no Sevilla, clube para o qual foi vendido em julho passado.

Para acessar outras notícias do Blog do Jorge Nicola, clique aqui: