Neymar perde na Justiça em briga com condomínio por mansão em Alphaville

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neymar e família alegam não ter participação em obra irregular em mansão. Foto: Visionhaus/Getty Images
Neymar e família alegam não ter participação em obra irregular em mansão. Foto: Visionhaus/Getty Images

Neymar tem mais uma preocupação nesse início de ano de Copa do Mundo. Agora por conta de uma briga da família do astro da Seleção Brasileira com um condomínio em Alphaville, bairro nobre de Barueri, na região metropolitana de São Paulo.

A Justiça rejeitou contestação enviada pelo vendedor Marcelo Arjona em defesa do pai do jogador em processo que envolve a Associação Residencial Alphaville 2.

Leia também:

O juiz do caso, Lucas Borges Dias, determinou que o recurso apresentado deve ser tornado sem efeito, pois foi interposto por uma pessoa que não faz parte da ação. Antes, a Justiça já tinha pedido uma perícia na mansão para investigar irregularidades em obras ocorridas no local.

O problema é que no recurso apresentado no fim do ano passado, o vendedor acusou o pai de Neymar de deixar de pagar parcelas da compra da casa e por isso ainda seria o real proprietário do imóvel, já que o compromisso de compra e venda não foi cumprido após a interrupção dos pagamentos.

Arjona pediu para responder em juízo pelo imóvel, o que livraria o pai de Neymar de qualquer responsabilidade por obras irregulares no local.

O vendedor chegou a dizer que o processo aberto pelo condomínio contra o jogador do PSG tinha intenção de arranhar a imagem do jogador e sua família. O pai do atleta se defendeu dizendo ser vítima e aproveitou para pedir à Justiça a quebra do contrato de compra do imóvel, no caso da confirmação das irregularidades e assim pediu a devolução de todos os valores pagos pela família do atleta na compra da mansão.

A juíza Anelise Soares informou que o empresário deve abrir um processo à parte contra os vendedores.

A ação do condomínio cita obras irregulares realizadas na mansão. A família de Neymar diz à Justiça que adquiriu o imóvel pronto e acabado, e que não realizou qualquer reforma no local. Eles acreditam que o condomínio já tinha conhecimento das irregularidades desde 2019, antes da transação de venda do imóvel, mas não avisou sobre os problemas e agora se aproveita da fama do novo proprietário para brigar na Justiça.

No local onde a casa se encontra, anúncios mostram imóveis de até R$ 7 milhões, mas na escritura da mansão de Neymar e família o valor é de R$ 2,1 milhões.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos