De Neymar a Keirrison, relembre o elenco do Santos da Libertadores 2011

Goal.com

Com a reprise da final contra o Peñarol, torcedores do Santos puderam reviver neste domingo a conquista do tricampeonato na Copa Libertadores de 2011.

Na ocasião, a equipe foi a campo no Pacaembu com figuras muito lembradas até hoje pela conquista, como Dracena, Elano, Ganso, Neymar e outros. 

Mas alguns nomes que pouca gente se lembra também fizeram parte da campanha rumo ao título santista, como Rodrigo Possebon, Diogo e Keirrison.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Confira abaixo os jogadores que formaram o elenco que conquistou a Libertadores em 2011 - e por onde eles andam hoje em dia.

Goleiros

Santos 2010 Rafael
Santos 2010 Rafael

Rafael (foto) foi o titular da meta alvinegra, sendo decisivo em vários momentos. Trocou o Santos pelo Napoli em 2012 e passou também pela Sampdoria. Hoje, aos 30 anos, defende o Reading, da segunda divisão inglesa.

Os reservas de Rafael foram Aranha, que passaria por Palmeiras, Joinville, Ponte Preta e Avaí antes de se aposentar no fim de 2018, e Vladimir, que ainda está no Peixe (no período, só saiu para atuar pelo Avaí por empréstimo).

Laterais

Léo - Santos
Léo - Santos

Danilo, que antes atuava como volante, foi o titular da lateral direita na final. Partiu para a Europa em 2012 para defender o Porto e foi muito bem. Depois, passou por Real Madrid e Manchester City e é presença até que frequente nas convocações da seleção brasileira. Aos 28 anos, está na Juventus.

O Santos ainda contava para a lateral direita com Jonathan, que depois jogou na Inter de Milão, no Fluminense e hoje está no Athletico, e Pará, que passou por Grêmio e Flamengo antes de voltar à Vila Belmiro no ano passado.

Na lateral esquerda, Léo (foto) foi titular contra o Peñarol. Um dos maiores ídolos alvinegros no século, ficou no Peixe até se aposentar em 2014 e hoje faz parte do conselho deliberativo do clube. Alex Sandro, seu reserva à época, seguiu caminho parecido ao de Danilo: acertou com o Porto e desde 2015 defende a Juventus, além de também estar nos planos de Tite.

Zagueiros

Edu Dracena (Santos)
Edu Dracena (Santos)

Capitão do Santos no tri, Edu Dracena (foto) rescindiu em 2015 e foi para o Corinthians. Um ano depois, acertou com o Palmeiras, onde se aposentou no fim de 2019 e hoje trabalha como assessor técnico. Durval, companheiro de zaga de Dracena contra o Peñarol, deixou a Vila rumo ao Sport em 2014 e atuou pela equipe pernambucana até pendurar as chuteiras em janeiro deste ano.

O grupo santista contava ainda com mais dois zagueiros: Bruno Aguiar, hoje com 34 anos, rodou por vários clubes após deixar o Santos em 2012, como Sport, São Caetano e Goiás. Atualmente defende o Novorizontino. Seu xará, Bruno Rodrigo, parou de jogar (após passar por Cruzeiro e Grêmio) e hoje pratica a pesca esportiva.

Volantes

Rodrigo Possebon | Santos FC
Rodrigo Possebon | Santos FC

A dupla titular contra o Peñarol foi formada por Arouca e Adriano. O primeiro saiu do Santos em 2015 e defendeu Palmeiras, Atlético-MG e Vitória. Hoje, aos 33 anos, está no Figueirense. O segundo tem a mesma idade e está no Imperatriz, do Maranhão, depois de rodar bastante por equipes ao redor do Brasil.

Mais dois volantes fizeram parte da conquista do tri. Rodrigo Possebon (foto), que veio do Manchester United, saiu do Santos no mesmo ano e se tornou um cigano da bola: passou por Criciúma, Juventude, Náutico, dentre outros. Aposentou-se aos 30 anos, após atuar no futebol do Vietnã. Charles, por sua vez, tem 35 anos e está no Antalyaspor, da Turquia. 

Meias

Felipe Anderson Santos 24112012
Felipe Anderson Santos 24112012

Elano, outro ídolo do clube, foi para o Grêmio em 2012 após se desentender com a diretoria. Depois ainda passou por Flamengo e Chennaiyin, da Índia, antes de voltar à Vila Belmiro. O meia ainda atuaria por empréstimo de novo no Chennaiyin antes de retornar para a quarta e última passagem pelo Santos, onde se aposentou. Hoje ele é treinador da Inter de Limeira.

Já Paulo Henrique Ganso, hoje com 30 anos, trocou o Santos pelo São Paulo em setembro de 2012. Atuou pelo Tricolor até 2016, quando foi para a Europa. Após passagens sem brilho por Sevilla e Amiens, retornou ao Brasil para defender o Fluminense, com quem tem contrato até o fim de 2023.

Mais três meias fizeram parte da campanha do tri: Alan Patrick, 29 anos, está no Shaktar Donetsk; Robinho, 32 anos, acabou de rescindir contrato com o Cruzeiro; e Felipe Anderson (foto), de 27, hoje é um dos destaques do West Ham e recentemente foi convocado pela seleção.

Atacantes 

Keirrison | Santos FC
Keirrison | Santos FC

Como se sabe, Neymar, 28 anos, deixou o Santos rumo ao Barcelona em 2013. Firmou-se como o principal nome do futebol brasileiro e se tornou o jogador mais caro da história ao ser comprado pelo Paris Saint-Germain em 2017. Já Zé Eduardo, o Zé Love, saiu do Santos após a conquista da Libertadores e rodou o Brasil e o mundo - passagens por futebol italiano, árabe e chinês, além de Goiás, Vitória e outros clubes brasileiros. Tem 32 anos e desde o fim do ano passado está no Brasiliense.

O elenco santista contou ainda com outros três atacantes. Diogo deixou o clube no fim de 2011 e passou por Olympiakos, Portuguesa, Palmeiras e Buriram United, da Tailândia. Aos 33 anos, está no Johor Darul Ta'zim, da Malásia, desde 2019. Keirrison (foto) também saiu após a conquista e desde então atuou por Cruzeiro, Coritiba, Arouca-POR e Londrina. Tem 31 anos e está sem clube. Por fim, Maikon Leite passou por mais de dez clubes desde que saiu do Santos, dentre os quais estão Palmeiras, Náutico, Sport e Ceará. Aos 31 anos, está no Amazonas, de Manaus. 

Técnico

Muricy Ramalho - Santos x São Paulo, Paulista 2013
Muricy Ramalho - Santos x São Paulo, Paulista 2013

Muricy Ramalho ficou no Santos até maio de 2013, quando foi demitido. Meses depois, retornou ao São Paulo, onde permaneceu até abril de 2015. No fim daquele ano, acertou com o Flamengo, mas o trabalho na Gávea foi abreviado por problemas de saúde. Desde o fim de 2016 Muricy trabalha como comentarista do Sportv. 

Leia também