Neymar fecha 1000 dias de PSG com 'metade' da frequência que tinha no Barcelona. O que aconteceu?

Goal.com

Neymar e PSG tem uma relação recheadas por títulos e polêmicas. Em meio às boas atuações, o craque brasileiro ficou muitas vezes ofuscado por constantes lesões, atritos internos e declarações controversas.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Mas além disso, existe um dado que chama a atenção. Neymar vestiu a camisa do PSG em apenas 80 partidas ao longo de três anos (26,6 jogos/temporada), enquanto jogou 186 vezes pelo Barcelona entre 2013 e 2016 (46,5 jogos/temporada).

Leia também:

O fator mais óbvio para tal diferença foi o alto número de lesões. É verdade que Neymar também se lesionou bastante na Catalunha, mais precisamente oito vezes, que o fizeram perder um total de 23 partidas pelo clube espanhol em quatro temporadas. 

Porém, o brasileiro se machucou mais vezes em menos tempo em Paris, e com lesões mais graves, que o tiraram de campo por muito mais tempo. As principais lesões foram duas fraturas no quinto metatarso do pé direito e um rompimento de ligamento do tornozelo direito, que o fizeram parar por cerca de 240 dias no total, quase uma ano completo. 

Essas lesões também tiraram Neymar de duas decisões da Liga dos Campeões (2017/18 e 2018/19), e o PSG acabou eliminado nas duas. Após a última delas, inclusive, o brasileiro usou suas redes sociais para reclamar da arbitragem pelo pênalti marcado a favor do Manchester United, que custou a eliminação do clube francês. Com a crítica, o camisa 10 pegou um gancho de três partidas na edição 2020 da competição.

neymar-psg
neymar-psg

Foto: Getty Images

A última lesão de Neymar pelo PSG aconteceu nos minutos finais de uma partida contra o Montpellier, após sofrer uma falta e cair com a costela no gramado. O episódio fez o craque ficar parado por mais 13 dias, pouco tempo se comparado com as outras lesões. 

No entanto, o jogador se mostrou muito irritado com o departamento médico do PSG. Ele reclamou publicamente que não precisava ter ficado todo esse tempo parado e que o excesso de zelo do PSG fazia com que perdesse ritmo de jogo. 

Neymar retornou para as oitavas de final da Champions League contra o Borussia Dortmund. E mesmo com o problema, marcou gol nas duas partidas e garantiu a classificação do PSG para as quartas de final. A partir da reclamação do brasileiro, é bem possível que o departamento médico do clube tenha sido culpado por parte das partidas perdidas pelo craque.

Além disso, o PSG também demorou para encontrar um técnico capaz de colocar todas estrelas juntas para jogar. Unai Emery teve problemas com jogadores do elenco e os resultados abaixo do esperado fizeram com que fosse demitido. 

E agora, quando o PSG estava jogando bem, com Neymar saudável e com a  importante classificação na Champions League, com o camisa 10 decidindo, veio a pandemia do novo coronavírus e tirou o brasileiro dos gramados mais uma vez - assim como tirou todos os outros jogadores. 

No momento, ninguém sabe como será o futuro da Liga dos Campeões e se o PSG conseguirá seu tão sonhado título. Mas o fato é que muitos fatores interferiram para Neymar não conseguir atuar com a mesma frequência com que jogava em Barcelona.

E  torcedor do PSG sabe mais do que ninguém como o camisa 10 é importante para as ambições do clube. Quando joga, joga bem. Mas a grande questão é se estará em campo sempre que o Paris precisar.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também