Neymar coloca Bola de Ouro como meta, mas diz não ter pressa

Terceiro colocado no prêmio de melhor jogador do mundo, entregue pela Fifa, no ano de 2015, o brasileiro Neymar afirmou que sonha com uma futura conquista do prêmio Bola de Ouro. Em entrevista ao jornal russo Sport Express, o atacante afirmou não ter pressa para ultrapassar Messi e Cristiano Ronaldo, únicos ganhadores da premiação desde 2008.

“Ganhar a Bola de Ouro é algo que estabeleci como meta e seria uma vitória pessoal, mas não tenho pressa. Ambições pessoais não são o motivo pelo qual estou no futebol. Jogo por prazer. Eu gosto de ajudar meus companheiros e meu time. Se tudo sair bem, prêmios individuais vão surgir”, disse o jogador.

Neymar vive um dos melhores momentos de sua carreira. Protagonista na Seleção Brasileira, o atacante foi um dos principais responsáveis pela classificação da Amarelinha para a Copa do Mundo de 2018, que acontece na Rússia.

Pelo Barcelona, Neymar também vive grande fase. O jogador brilhou com a camisa da equipe na classificação histórica da equipe espanhola sobre o Paris Saint-Germain, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões. O atacante, que compõe o Trio MSN ao lado de Messi e Suárez, desejou boa sorte aos companheiros de Barça nas Eliminatórias.

“Relacionamentos são importantes fora do campo, nós somos amigos. Dentro de campo, complementamos uns aos outros. Eu e Messi jogamos pelas pontas e Suárez no meio. Messi é um jogador que admiro desde que vim ao Barcelona. Não digo isso apenas porque Leo me ajuda desde o momento que cheguei. Eu sempre admirei sua determinação e postura”, avaliou Neymar.

Messi e Suárez ainda não têm classificação garantida para a Rússia. A Argentina corre sérios riscos de não se classificar para a Copa do Mundo. Na quinta colocação, os “hermanos” ocupam a vaga da repescagem, e estão a um ponto do Chile, primeiro time da zona de classificação direta à Copa.

Já o Uruguai, de Suárez, possui 23 pontos e ocupa a terceira colocação. Com quatro rodadas faltando para o fim das Eliminatórias, os uruguaios ainda brigam para manter a boa posição.