Neymar aponta fator que pode ajudar na busca pelo hexa: 'Facilita o trabalho'

Neymar é a grande esperança da Seleção Brasileira em busca do hexacampeonato mundial (Foto: LOU BENOIST / AFP)


Craque da Seleção Brasileira, Neymar é um dos grandes trunfos da equipe de Tite em busca do hexacampeonato. Nesta sexta-feira, o atacante do Paris Saint-Germain concedeu entrevista à Band e falou sobre alguns assuntos relacionados ao Mundial do Qatar, como a preparação do Brasil e a emoção de jogar mais uma Copa.

+ Jornalista da Globo aponta principal erro do Vasco na Série B: 'Técnico sem a vivência necessária'

- Copa do Mundo sempre foi meu sonho, desde quando eu vi Romário e Ronaldo ganharem. Sempre coloquei isso como objetivo para mim. Meu sonho sempre foi ser jogador de futebol. Quando chega esses momentos você fica mais nervosinho e ansioso para que chegue logo e você esteja já no ambiente. Joguei duas Copas do Mundo e os momentos que tive foram inesquecíveis para mim. Eu fui aprendendo cada vez mais e sei que essa será muito especial também - comentou Neymar, que apontou fator que pode ser o diferencial na Seleção

+ #CopaNoCazé: acerto de Casimiro para transmitir o mundial no Qatar 'quebra a internet'

- Clima leve, acho que isso facilita para todo tipo de trabalho. Todo mundo que está ali sabe que está para ajudar, todo mundo torce um pelo outro independente das disputas de posição que existe. São os top jogadores de cada posição. Grupo muito unido, muito leve, ambiente espetacular na seleção. É o que eu mais vejo próximo de vencer, de equipe vencedora. Então, a gente tem tudo para fazer uma grande história - comentou.

+ Copa do Mundo: veja as fornecedoras de material esportivo com mais seleções

Veja outros trechos da entrevista de Neymar à Band:

Seleção na questão tática
Taticamente o nosso time é muito preparado, o Tite trabalhou muito bem esse quesito, a gente sabe tudo o que fazer de cor para um ajudar o outro quando um estiver fora de posição. Isso facilita bastante.

Idolatria no grupo
Tento deixá-los e eles me deixam à vontade, que até acabo esquecendo que já fui referência para eles. Além de ser meus amigos, são craques e ídolos que tenho maior carinho e maior cuidado para que possam se tornar cada vez mais ídolos também.

Se vê como Romário em 94
Futebol é jogo coletivo, e tem jogadores que podem também resolver um jogo. Para uma Copa do Mundo, de tiro curto, é importante. Romário fez uma grande Copa, em um momento excepcional, mas também tiveram outros jogadores que decidiram jogos. Ter jogador com talento ajuda qualquer seleção.