Newcastle veta aperto de mãos por medo do coronavírus

Goal.com
Jogadores e funcionários costumam se cumprimentar antes dos treinamentos pela manhã; médicos aconselharam que ritual seja por ora deixado de lado
Jogadores e funcionários costumam se cumprimentar antes dos treinamentos pela manhã; médicos aconselharam que ritual seja por ora deixado de lado

Com medo do covid 19, o coronavírus, o Newcastle proibiu seus atletas e funcionários de se cumprimentarem dentro do centro de treinamentos da equipe. Por conselhos médicos, os atletas terão que deixar de lado este "ritual" temporariamente. É costume no clube inglês que todos os funcionários se cumprimentem pela manhã.

"Há um ritual que todos se cumprimentam apertando as mãos de todos logo que cada um se vê todas as manhãs", conta o treinador do Newcastle, Steve Bruce. "Mas paramos com isso depois do conselho do médico do nosso clube. Assim como todo mundo, estamos grudados na TV para saber o que acontece e vamos torcer para que não fique pior em nosso país".

A rápida propaganção da doença já está causando desdobramentos em várias ligas nacionais, principalmente na Itália, país mais afetado pelo vírus na Europa. A partida entre Juventus e Inter de Milão, por exemplo, será com portões fechados. Diversos outros jogos já foram adidados.

A Liga dos Campeões também pode ser afetada. Autoridades já demonstraram preocupação com a ida da Atalanta para Valência, para o jogo de volta entre a equipes pelas oitavas de final da competição europeia.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também