Neto recebe Zico em homenagem ao Rei Pelé e se declara para ídolo do Flamengo: 'Ninguém é maior'

Zico é convidado do programa "Os Donos da Bola", apresentado por Neto (Foto: Reprodução)


A morte do Rei Pelé, aos 82 anos, na última quinta-feira, comoveu os amantes do futebol e trouxe à tona sentimentos pouco antes compartilhados. Durante homenagem no programa "Os Donos da Bola", o ex-jogador e apresentador Neto recebeu Zico para falar sobre o Rei do Futebol e se declarou ao ídolo do Flamengo. De acordo com o antigo craque do Corinthians, o camisa 10 da Gávea é quem mais representou, entre todos os atletas do planeta, o número utilizado e consagrado por Edson Arantes do Nascimento.

- O Zico é a referência para todos os atletas, para todas as pessoas desse país. (...) Tudo que eu quis tentar fazer da minha vida, eu me espelhei nele. Porque o Zico é mais que Flamengo, é mais que tudo. Ninguém no mundo é igual a você, Zico - exaltou Neto, com lágrimas nos olhos.

+ Veja curiosidades da trajetória de Pelé, o maior jogador da história

Neto já ressaltou, em edições de seu programa televisionado na "Band" e diversas entrevistas concedidas, que o camisa 10 do Flamengo é o seu maior ídolo no futebol. Grande meio-campista do futebol mundial entre a metade dos anos 1970 e 1980, Zico utilizou o número de Pelé pela Seleção Brasileira.

- Representa tudo que todos os jogadores gostariam de fazer. Ser o maior artilheiro do Maracanã, ser o maior ídolo... O Zico é a grande referência que Pelé deixou da camisa 10. Nenhum outro jogador no mundo, nem Maradona, nem Messi, ninguém fez tão bem para a camisa 10. Ninguém é maior que você Zico, lógico que o Pelé não se coloca em discussão - ressaltou.

O ex-jogador do Flamengo e da Seleção participou do programa por chamada de vídeo. Os dois, ao lado dos comentaristas Velloso, Souza e Tatola, homenagearam Pelé e comentaram sobre a carreira espetacular do Rei do Futebol, considerado o maior jogador de todos os tempos.

Pelé faleceu na última quinta-feira, no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Aos 82 anos, o ex-atleta lutava contra um câncer no cólon. Ele ficou internado durante cerca de um mês, acompanhado de seus familiares e dos milhões de fãs na torcida pela sua recuperação. Edson Arantes do Nascimento deixa seis filhos, sua esposa Márcia Aoki e sua mãe Celeste, que completou 100 anos em 2022.