Neto elege Gerson, do Fla, como o maior volante da história: “O Pelé dos volantes”

·2 minuto de leitura
RIO DE JANEIRO, BRAZIL - FEBRUARY 26: Gerson of Flamengo holds the champions trophy after the second leg match between Flamengo and Independiente del Valle as part of Recopa Sudamericana 2020 at Maracana Stadium on February 26, 2020 in Rio de Janeiro, Brazil. (Photo by Bruna Prado/Getty Images)
Gerson com o troféu da Recopa Sul-Americana de 2020 (Bruna Prado/Getty Images)

Se depender dos elogios de Neto aos jogadores do Flamengo, o time já pode se considerar campeão brasileiro. Durante o programa “Os Donos da Bola” desta quinta-feira, 25, o apresentador da Band analisou a escalação do Rubro-Negro para o jogo contra o São Paulo quando começou a rasgar elogios aos jogadores do meio campo escalados por Rogério Ceni.

O mais exaltado foi o meia Gerson, indiscutivelmente o maior volante de todos os tempos na opinião de Neto. “O Gerson não joga nada, né. Esse Gerson aí jogaria na Copa de 58, de 62, de 70 ele era titular no lugar do Clodoaldo. O Gerson, como volante, engole todos os volantes do futebol mundial, ele é o maior volante de todos os tempos, para mim. Ninguém joga igual a esse cara. No meu entendimento, esse cara é o maior volante que eu vi jogar na minha vida”, afirmou.

Leia também:

O ex-jogador justificou sua escolha dizendo que o camisa 8 do Flamengo joga bem em várias posições do campo e ironizou o motivo de ele não ser convocado para a Seleção Brasileira. “O Tite gosta do Casimiro. O Gerson joga de lateral esquerdo, de quarto zagueiro, lateral direito, volante, goleiro, meia, se botar o Gerson de centroavante ele joga. O Gerson é o Pelé dos volantes. No futebol mundial hoje, não tem um volante igual você. É o maior jogador do mundo na sua posição. Ninguém é igual. Você marca, você vem, toca e protege”, analisou.

Nomes como Everton Ribeiro e De Arrascaeta também mereceram destaque do apresentador. Neto elegeu Everton Ribeiro como a força do time a quem chamou de “monstro de jogador”. Em outro momento, ele fez uma brincadeira dizendo que prepararia um “pacotão” para o Flamengo para o meia uruguaio vir jogar no Corinthians.

“Eu daria para o Flamengo, Araos, Jonathan Cafú, Jô, Otero e daria o pacote completo, o marketing mais maravilhoso do Corinthians, o Luan. Mais 15 bolas, três fardamentos e aí eles dariam o De Arrascaeta para nós”, brincou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos