Neto fala sobre falta de oportunidades para negros e diz que futebol o impediu de ser racista

LANCE!
·2 minuto de leitura

O ex-jogador Neto falou sobre o racismo no Brasil e entende que o futebol o impediu de ser racista. O atual comentarista criticou a falta de oportunidade para negros e relembrou algumas situações vivenciadas por ele que demonstram o preconceito racial no país.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

- O futebol me trouxe uma coisa muito legal: não ser racista. Ele me ensinou muitas coisas que, hoje, a gente não vê. Eu estava com o meu vizinho e um conhecido meu me chamou para ir num churrasco na casa dele. Quando chegamos, um cara perguntou se era meu segurança. "Só porque ele é preto? Quem falou para você que ele é meu segurança? Você está sendo racista". Eu quis mostrar pra ele o erro que cometeu - contou ele no canal "Craque Neto", no YouTube.

Leia também:

Neto ainda citou situações do cotidiano para afirmar que o Brasil é racista.

- Falar do racismo é uma coisa muito f..., porque, se você entre no Shopping Cidade Jardim, quantos negros estão fazendo compras? Se você olha dentro das lojas, quantos negros trabalham? Então, pera um pouquinho, qual a oportunidade que o mundo dá para os negros? Nós estamos aqui dentro da sala e não tem um negro, e a gente não enxerga isso, porque parece uma coisa natural. E não é. Nós somos um país racista - criticou.

- As oportunidades para os negros são tão filhas da p... que se um negro for no supermercado e roubar alguma coisa, ele não tem como reagir e já é preso. Se for um branco, é diferente. Se você for nos presídios, que eu já fui para jogar bola, 95% são negros. Não é possível que só tem ladrão negro - complementou.

O comentarista conclui que todos tem que mudar esse tipo de comportamento, ensinando essa mudança para os filhos e visando uma melhora no Mundo.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos