Neto exige punição ao Brusque após acusação contra Celsinho: 'Deveria ser banido da Série B'

·2 minuto de leitura


No programa Os Donos da Bola desta segunda-feira (30), Neto criticou veementemente o posicionamento do Brusque perante a acusação de racismo contra Celsinho, do Londrina. No último final de semana, o meia do Tubarão denunciou injúrias raciais sofridas no empate sem gols entre as equipes, mas, em nota, foi repudiado pelo clube de Santa Catarina.
+ Veja a posição do seu time no Brasileirão

Celsinho foi acusado de 'falsa imputação do racismo' no documento divulgado na noite do último domingo pelo Brusque Futebol Clube. Diante da repercussão negativa, no entanto, o clube emitiu uma nova nota se desculpando com o jogador do Londrina.

- Olha o que fizeram com o Celsinho, que é um menino maravilhoso. Vocês deveriam ser banidos do campeonato. E, se as pessoas que patrocinam vocês pensam da mesma forma, você cliente pode escolher onde quer comprar e ver o que é bom - disse Neto.

- O Celsinho falou que foi chamado de macaco e foi. Eu estava vendo o jogo porque gosto do Londrina. A nota que vocês fizeram é mais ou menos o que acontece neste país desgraçado com o povo. É uma vergonha o que vocês fizeram - completou.

Neto exigiu que Brusque se retratasse e afirmou que 'se esse país fosse sério vocês eram retirados do campeonato'. O apresentador da Band foi acompanhado de André Rizek, do SporTV, que também detonou a nota emitida pelo clube de Santa Catarina.

É a terceira vez que Celsinho é vítima de racismo nesta Série B. No empate sem gols contra o Goiás, a transmissão da Rádio Bandeirantes Goiânia foi marcada por comentários preconceituosos do narrador Romes Xavier e do comentarista Vinícius Lima sobre o cabelo do meia. Em outra ocasião, contra o Remo, o atleta também ouviu ofensas relacionados ao seu cabelo afro pelo narrador da Rádio Clube do Pará.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos