Neto diz que Ronaldo pagou 'dinheiro de pinga' no Cruzeiro: 'Mostra como o Brasil virou o país da mentira'

·2 min de leitura


O apresentador Neto falou sobre a aquisição do Cruzeiro durante 'Os Donos da Bola' desta segunda-feira, na Band. Para o ex-jogador, Ronaldo Fenômeno teria pago pouco pela Raposa. Ele ainda criticou a imprensa e afirmou que não tem nada contra o novo dono da Celeste, mas que entende que ele não pode fazer milagres.

- Vocês estão achando que o Ronaldo Fenômeno é Jesus Cristo, imprensa brasileira? Que o Ronaldo é o Mandela, o Gandhi, a Madre Teresa de Calcutá? Vocês acham que o Ronaldo vai ajeitar o futebol brasileiro? R$ 400 milhões é dinheiro de pinga para uma marca tão fenomenal como o Cruzeiro - iniciou.

- (R$ 400 milhões) são três 'Pedrinhos', dois 'Rodrygos'. É um dinheiro de pinga. R$400 milhões para um clube que tem uma camisa como a celeste, de Dirceu Lopes, Tostão. Mostra o quanto este país é o país da mentira. Nada contra o Ronaldo Fenômeno, o Cruzeiro virou clube-empresa - concluiu.

Neto ainda lembrou das gestões anteriores do Cruzeiro que colocaram o clube em um estado de calamidade financeira, chegando ao ponto de ter uma dívida de R$ 1 bilhão.

- Mas e quem roubou o Cruzeiro? E quem meteu a mão no dinheiro? R$ 1 bilhão de dívida. [O dinheiro do Ronaldo] paga 40% da dívida. E quem disse que o Cruzeiro, a partir deste momento, vai voltar a ser o Cruzeiro? - questionou.

Neto completou dizendo que a aquisição não é garantia de que o clube volte a figurar entre os maiores do Brasil.

- Parece que, depois que o Ronaldo comprou o Cruzeiro tudo virou legal, o time vai virar o Real Madrid. Deixa eu falar uma coisa: estourar champanhe por R$ 400 milhões? Um clube do tamanho do Cruzeiro? Não tem preço para Cruzeiro, Palmeiras, Santos, São Paulo - concluiu.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos