Neto detona manifesto de jogadores da seleção: “Ridículo”

·2 minuto de leitura
Neto criticou fortemente o manifesto dos jogadores (Reprodução)
Neto criticou fortemente o manifesto dos jogadores (Reprodução)

A grande expectativa gerada pelo manifesto dos jogadores da seleção brasileira sobre a realização da Copa América frustrou muita gente, inclusive Neto. O apresentador da Band detonou a atitude dos jogadores e classificou o ato como “ridículo”.

Neto não gostou de os atletas terem se manifestado pelas redes sociais e ainda criticou o fato de que o comunicado não foi escrito por eles. “E aí em um manifesto ridículo, até porque no começo do manifesto ‘brasileiros e brasileiras’ - não, eu nasci corintiano, não torço para a seleção, sou Corinthians, depois talvez eu torça para a seleção – é um manifesto que não é escrito pelos jogadores. Quando vocês não têm a coragem de ir na frente da câmera e conversar com a imprensa e vocês mandam por Instagram, por Twitter, Facebook. Vocês não tiveram a coragem de todo mundo se reunir porque na hora que o Casemiro fala aquilo lá, a gente achava que ia ser uma bomba”, esbravejou.

O apresentador de “Os Donos da Bola” disse que o manifesto saiu pior do que a encomenda e criticou o conteúdo divulgado pela ausência de temas como a pandemia e a acusação de assédio de Rogério Caboclo.

“Não, vocês fizeram como todo mundo faz dentro da CBF. O que vocês fizeram foi pior que a encomenda. Vocês não falaram nada da pandemia. 500 mil pessoas morrendo, infelizmente. Vocês não falaram do assédio, que a CBF está sendo processada em relação a isso. Vocês não falaram do que está acontecendo no país, tiveram vergonha de falar isso. Falaram que querem jogar na seleção brasileira. Todo mundo quer. Todo mundo quer disputar Copa América, eliminatórias que vocês ganharam o jogo... E aí meu irmão, sabe o que aconteceu? Uma vergonha, vergonha!”, reclamou.

A ira de Neto atingiu também Neymar. Nem mesmo a boa atuação do camisa 10 serviu para acalmar os ânimos do apresentador. Autor de um gol na vitória sobre o Paraguai por 2 a 0, o atacante está a poucos gols de superar Pelé como o maior artilheiro da seleção brasileira.

“E aí vem o Neymar, que falta 11 gols para conseguir alcançar o Pelé, que tem três mundiais, ele é tri. Ah, eu vou alcançar o Romário. O Romário deu uma copa para nós em 94. Vou alcançar o Zico. Você nunca vai ser o Zico! Você não me representa vestindo a camisa da seleção brasileira”, declarou.

Para finalizar, ele prometeu ainda que essa vai ser a última vez que irá se manifestar sobre o assunto Copa América. "A Copa América já está aqui. Era para ser na Argentina, na Colômbia, no Chile, não aceitaram. O Brasil aceitou. Esse vai ser o último dia que vou falar da Copa América em relação a isso”, concluiu.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos