Netflix tem queda de 31% com aumento da concorrência

Redação Finanças
·1 minuto de leitura
A photo of a person about to watch Netflix on a screen inside an apartment, during the coronavirus lockdown in Dublin.
On Wednesday, January 13, 2021, in Dublin, Ireland. (Photo by Artur Widak/NurPhoto via Getty Images)
Netflix tem 203 milhões de assinantes em todo o mundo (Artur Widak/NurPhoto via Getty Images)
  • Netflix perdeu 31% do espaço de mercado nos Estados Unidos

  • Apesar de ser líder no setor, hoje divide espaço com Disney Plus, Amazon Prime e HBO Plus

  • Hoje, a Netflix tem 203 milhões de assinantes no mundo

Com a chegada e avanços de outros serviços de streaming como Disney Plus, Amazon Prime Video e HBO Plus, a Netflix teve uma perda de espaço no mercado de 31% nos Estados Unidos. Os dados são de um estudo da consultora Ampere Analysis, divulgado pelo site The Wrap.

Leia também:

Apesar de a participação da plataforma no país ter caído de 29% no começo de 2020 para 20% no início deste ano, isso não quer dizer que o número de clientes caiu. A Netflix ainda é a líder do setor, com 74 milhões de assinantes nos Estados Unidos e 203 milhões no mundo todo. Além disso, o número de novos clientes continua aumentando.

Aumento da concorrência

O que pesa é que, principalmente com a chegada da HBO, as concorrentes tiveram um aumento significativo em 2020. Hoje, a pioneira do streaming detém 20% do mercado norte-americano. Enquanto isso, Amazon Prime Vide fica com 16%, enquanto o Hulu fica com 13%.

Quem ganhou mais espaço em 2020 foi o HBO Max, com aumento da participação de mercado de 3% em 2019 para 12% em 2020. Assim, se tornou o quarto maior serviço do tipo nos Estados Unidos.

Segundo o estudo, a Disney+ deve assumir a 3ª posição ainda em 2021. Em março, 16 meses depois de sua criação, já tinha 100 milhões de assinantes pelo mundo (40 milhões deles norte-americanos).