Nelsinho Piquet e Rubens Barrichello se despedem do Sertões entre os top-10

·3 minuto de leitura

Rubens Barrichello e Nelsinho Piquet deixam o Sertões rumo à etapa de Curitiba da Stock Car, onde participam da rodada dupla do próximo fim de semana. Mas a prova de rali desta quarta-feira trouxe motivos de satisfação para a dupla que encerrou sua participação em 2020.

Nelsinho finalmente conseguiu se ver livre dos contratempos e completou os 329km cronometrados na nona posição entre os 55 UTVs. O sorriso, recebido com festa pela equipe Varela Racing, disse muito sobre a experiência, que ele espera repetir. E na íntegra.

"Estou muito feliz, com o que a gente conseguiu fazer mas, principalmente, com a atmosfera. Estar aqui, ser parte do Sertões e dessa família, é algo parecido com o que se vive nas 24h de Le Mans. Depois dos problemas nas duas primeiras etapas, foi bom fazer a especial completa e bem. O carro estava até mais pesado com outro estepe e algumas peças sobressalentes", relatou o campeão inaugural da Fórmula E.

Nelsinho Piquet no Sertões 2020

Nelsinho Piquet no Sertões 2020<span class="copyright">Jose Mario Dias</span>
Nelsinho Piquet no Sertões 2020Jose Mario Dias

Jose Mario Dias

"Como largava mais atrás, fiz várias ultrapassagens, duas delas como na pista, meio na marra, já que o alerta do Stella deixou de funcionar. Sei que não faço a prova toda, estou correndo como convidado, mas é legal ter essa referência em relação ao pessoal que compete habitualmente na categoria. Minha vontade é em breve fazer o rally todo, algo que depende de patrocinadores, de disponibilidade no calendário, mas que eu torço para que aconteça", disse.

Barrichello

Caso semelhante foi o de Rubinho. Mesmo com problemas no câmbio do buggy que o obrigaram a adaptar a pilotagem e uma falha no motor nos quilômetros finais, ficou com a décima posição geral entre os 38 carros.

O aprendizado de uma modalidade totalmente diferente, em que deixar o carro escorregar pode ajudar - diferentemente do asfalto -,foi produtivo e agradou. Desta vez, com a maior parte do trecho seco, pôde ir adiante em seu limite, o que se confirmou no resultado do dia.

"O rali tem muito de inesperado, e o inesperado traz uma adrenalina que é o que eu mais curto. Teve um momento em que a gente estava muito bem, muito entrosado, o motor começou a falhar com 40km de especial, mas alguma coisa me dizia 'respeita a natureza que a gente vai chegar'. Eu estava num limite gostoso, me divertindo e fui me adaptando aos problemas, e isso foi muito legal", disse o campeão de 2014 da Stock Car.

"Perdemos um pouco de tempo por isso, mas a diversão foi muito grande. O Edu me agradeceu por ter vivido a emoção de andar sem perigo. Ainda não sei qual é esse perigo, algumas vezes quase bateu, mas isso é normal de um rally. Saio daqui orgulhoso. Já levei uma P10 em minha primeira visita", completou Barrichello, que tem dois vice-campeonatos da Fórmula 1 pela Ferrari.

Piloto da Stock, Barrichello relembra dia em que Senna socou Eddie Irvine na F1

Todas as notícias sobre Fórmula 1 e Stock Car você acompanha no site do Motorsport.com e em nosso canal no YouTube. Fique por dentro de todas as novidades e análises, além de conferir nossos programas e vídeos!

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre F1, Stock Car e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

PODCAST: Hamilton blefa ou fala a verdade ao ameaçar deixar a F1?

Your browser does not support the audio element.

.