International Board inclui VAR e quarta substituição nas regras do futebol

EFE

Redação Central, 30 abr (EFE).- Os requisitos para utilizar o sistema de árbitro de vídeo e as possibilidades de as equipes fazerem uma substituição adicional são parte das novidades da última versão das regras do futebol da International Board (IFAB).

Após a aprovação das novas normas em sua 132ª reunião anual em março, a IFAB tornou públicas as regras que entrarão em vigor no próximo dia 1º de junho. Uma das determinações, por exemplo, proíbe a exibição de mensagens políticas pelos atletas em campo.

As novas regras indicam que, nas partidas com VAR, o estádio que recebe o jogo deverá ter uma sala de vídeo e uma área de revisão do lance. Apenas pessoas autorizadas poderão entrar nos locais ou entrar em contato com a equipe que atua no VAR.

A regra número 6 estipula agora que o árbitro de vídeo é um membro da equipe arbitral que "auxilia o árbitro na hora de tomar uma decisão utilizando imagens em determinados casos".

Os casos determinados são citados pelo IFAB: erro claro e manifesto; incidente grave não percebido relativo a gol, pênalti e cartão vermelho direto e confusão de identidade de jogadores em punições dadas pelo árbitro ao longo do jogo.

A regra 3 afirma que os organizadores das competições podem incluir no regulamento a opção que permite que as equipes realizem uma substituição adicional nas prorrogações. Nos amistosos internacionais de seleções, os técnicos também poderão ter no banco de reservas um máximo de 12 jogadores.

A regra 4 proíbe slogans, mensagens e imagens que façam referência a pessoas, vivas ou falecidas, a menos que façam parte do nome da competição em questão, nem a partidas, organizações ou grupos de caráter político local, regional, nacional ou internacional. Também são proibidos outros atos políticos.

"Quando for lembrado um ato relevante nacional ou internacional deverão ser levadas em consideração as sensibilidades da equipe adversária, dos torcedores e do público em geral", disse. EFE


Leia também