Negociando saída, Guilherme não vai a campo; Timão é cobrado por dívida

Bruno Cassucci

O meia Guilherme não foi a campo no treino do Corinthians nesta sexta-feira, no CT Joaquim Grava. O jogador, que negocia empréstimo até o fim de 2018 ao Atlético-PR, realizou trabalho na academia segundo a assessoria de imprensa do clube.

Sem espaço no Timão, o jogador tem um acerto verbal com o Furacão, mas ainda discute a sua liberação com a diretoria alvinegra. Além de pendências com o atleta, o clube de Parque São Jorge precisa quitar uma dívida que tem com o Antalyaspor, da Turquia, ex-equipe de Guilherme, de 300 mil euros, aproximadamente R$ 1 milhão.

Há alguns dias, o Corinthians foi notificado pelos turcos sobre a falta de pagamento da última parcela da compra do atleta. O valor total da transferência foi de cerca de R$ 5,7 milhões. O Timão alegou problemas de fluxo de caixa, mas prometeu quitar o débito em breve.

Questionado sobre a possível saída de Guilherme, o técnico corintiano, Fabio Carille, não quis falar sobre o assunto:

- Essas coisas eu não gosto de falar, porque já deu problema, eu direciono para a diretoria, para que eles respondam - declarou.

Já Paulo Autuori, comandante do Atlético-PR, confirmou o interesse no meia:

- O Guilherme a gente já quer há algum tempo, mas dizer que a negociação está feita não é verdade. Agora interesse tem há muito tempo, antes de mim inclusive já teve interesse do clube nesse jogador. Jogador de um ótimo nível, mas dizer que a negociação está feita não tem como dizer. Mas interesse, sim.

Guilherme tem sido pouco aproveitado no Timão nesta temporada. Contratado no início de 2016, ele fez 50 jogos pelo Corinthians - apenas sete neste ano - sendo 36 como titular. Foram sete gols e seis assistências com a camisa alvinegra. O contrato dele vai até o fim de 2019.













E MAIS: