Nathan vai bem no Fluminense e pode aproveitar chegada de Diniz para decolar

Nathan foi um dos destaques do Fluminense contra o Palmeiras (Foto: MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC)


São três partidas seguidas sem vencer no Campeonato Brasileiro, mas o Fluminense mostrou virtudes no empate por 1 a 1 com o Palmeiras neste domingo, pela quinta rodada. Dez dias depois de ser contratado, Fernando Diniz deu a primeira sinalização de suas características ao time. Uma das novidades foi Paulo Henrique Ganso e Nathan juntos. O primeiro saiu lesionado com apenas 18 minutos, mas o segundo aproveitou os 63 minutos de oportunidade.

Essa foi apenas a 11ª partida de Nathan desde que chegou ao Tricolor no início do ano. O Flu chegou aos 29 jogos na temporada. Foi a quarta vez que ele ultrapassou os 60 minutos em campo, mas talvez sua melhor exibição. Mesmo sem Ganso, o jogador ajudou a aproximar as linhas e fez o time criar mais no segundo tempo. Mas ainda falta uma melhora no ataque.

De acordo com números do "SofaScore", o meia teve 87% de acerto nos passes, sendo um decisivo. Acertou um cruzamento, duas bolas longas, fez uma finalização no gol e teve outras duas bloqueadas. O jogador ganhou quatro dos cinco duelos no chão, sofreu uma falta e cometeu uma, perdeu a posse oito vezes e fez um desarme.

Veja a tabela da Série A do Brasileirão

Cercado de expectativa desde que desembarcou no Rio de Janeiro, Nathan sofreu para ter chances com Abel Braga. O antigo treinador chegou a admitir que o meia não estava treinando tão bem. Mesmo badalado, ficava fora até do time reserva durante o Campeonato Carioca. Com Diniz, a tendência é que o jogador emprestado pelo Atlético-MG tenha mais minutos. Com característica de recuperar jogadores, o treinador quer ver o atleta em campo.

- O Nathan é um jogador extremamente talentoso, que se encaixa perfeitamente no modelo do que eu penso de futebol. Vou fazer de tudo para poder ajudá-lo, para que ele atenda às expectativas que foram criadas com chegada dele aqui. É um jogador que tem um potencial enorme. Em 2019 a marca negativa daquele trabalho foi a campanha no Brasileiro, e não podemos ter uma campanha como aquela. Por mais que joguemos bem, temos que pontuar bem também. Mas, tirando isso, aquele foi um momento muito especial para o Fluminense - disse Diniz na apresentação.

DUPLA COM GANSO

A grande expectativa com a escalação de Fernando Diniz era ver Ganso e Nathan juntos. Com os dois como titulares, isso havia acontecido apenas na vitória por 3 a 0 sobre o Volta Redonda no Campeonato Carioca, mas não era comum com Abel. O novo treinador bancou na partida contra o Junior Barranquilla (COL) que atletas de qualidade podem atuar lado a lado. E precisou de apenas alguns dias para mostrar que está disposto a seguir essa ideia.

- Sobre Nathan e Ganso juntos, é uma coisa que não tem cabimento os dois não poderem atuar lado a lado. Todo jogador bom pode jogar junto. Hoje jogaram juntos um pedaço da partida, igual o Fred e o Cano. O futebol não é uma coisa fechada, ele comporta jogadores bons, às vezes tem que ser mais solidário quando tem atletas que não tem a característica defensiva como primazia. Mas se todo mundo se ajuda, não que isso vá acontecer sempre, mas a regra é que possa acontecer - disse na última quarta-feira.

Com o resultado, o Fluminense fica em 15º lugar na tabela do Brasileirão, com cinco pontos em cinco jogos. Na próxima quarta-feira, vira a chave para o confronto de volta da Copa do Brasil contra o Vila Nova. O duelo no Serra Dourada será às 21h30. Ganso ainda é dúvida depois de sentir, mas, quem sabe, o torcedor não possa ver a dupla de meias junta novamente.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos