'Nasceram um para o outro': Maia e Renato lideram boa fase do Santos

Gabriela Brino

Uma das felizes coincidências que o Santos tem atualmente é o retorno de Renato e as vitórias do Peixe. Desde a volta do camisa 8, a única derrota da equipe foi contra o Palmeiras. No entanto, isso não seria possível sem os passes e desarmes certeiros de Thiago Maia.

O jovem de 20 anos é o líder da categoria "desarmes certos" no Paulista, contabilizando 33. A parceria entre Thiago e Renato trouxe confiança e agilidade para o meio-campo santista. Tem sido uma carta na manga do técnico Dorival Júnior e será para as decisões do Paulistão - o treinador poupou Renato para o confronto com o Novorizontino, nesta quarta-feita, às 21h45, na Vila Belmiro. Ele permanecerá no CT Rei Pelé realizando treinos específicos. Maia joga.

Renato destacou um fator importante para ter um bom desempenho em campo: a conversa durante a partida. Mas, apesar disso, sinais, estratégias e a conexão com o Menino da Vila são pontos fortes que elevam a dupla a uma marcante frase de Elano, auxiliar técnico do time.

- Parece que o Renato e Thiago jogam juntos há 40 anos - afirmou.

Elegância é uma característica forte de Renato. Não é a toa que a torcida diz que o primeiro volante "joga de terno". Maia concorda com os santistas e espera herdar alguns aprendizados do tutor. Mesmo que não receba o mesmo porte.

- Vou ganhar no máximo um blazer (risos). Hoje sou muito maduro, graças a ele. Por ele ter conquistado muitas coisas e ter obtido experiências. Não só eu, todos falam que ele joga de terno... Não é mentira. A elegância que ele joga, não é brincadeira... Sei que não serei como ele, mas que eu chegue perto - explicou em entrevista ao L!.

- Fico muito feliz e é uma honra jogar ao lado do Renatinho. Meu futebol só tende a crescer. Tem muita gente, assim como eu, que para pra ver ele jogar. Quando ele domina a bola, a Vila toda grita, porque é um domínio perfeito, a bola não pinga, ela morre no peito dele. Até mesmo de cabeça, quando ele sobe e dá aqueles passes de três dedos (estou tentando aprender até hoje e não consigo (risos). É um cara fora do normal, ter a idade que ele tem e manter a forma... Espero conquistar isso também - concluiu Thiago.

Renato sorriu diversas vezes ao ouvir seu companheiro reconhecer seu trabalho. E retribuiu. Para o camisa 8, o potencial que o segundo volante tem é grande. Ele crê na evolução e aperfeiçoamento que fará com que Thiago alcance vôos longos.

- Fico feliz pela evolução dele e por fazer parte disso. Ele tem uma regularidade, mesmo que oscile, é normal, isso qualquer jogador acaba passando. E também tem elegância dentro de campo. Espero que ele procure fazer mais gols, eu não sou de fazer muitos gols, (Thiago: mas quando faz, é só gol importante e decisivo (risos) que faça gols importantes e que tenha mais dessa chegada. Ele tem total liberdade para ir pra frente e ajudar no ataque. E vai evoluir demais - torceu Renato.

Que Renato e Maia nasceram um para o outro é perceptível. E que o Peixe colherá grandes frutos com a dupla, também.