NASCAR permitirá que “convidados” acompanhem provas de Miami e Talladega da Cup Series

Charles Bradley
motorsport.com

A NASCAR revelou seus planos de reintroduzir um número limitado de "convidados" em eventos selecionados da Cup Series, começando já neste fim de semana em Homestead-Miami, que será a primeira vez que pessoas não essenciais terão acesso às pistas.

Leia também:

NASCAR anuncia calendário revisado até início de agostoOPINIÃO: Como a NASCAR levou o mundo na direção do "novo normal"

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Em comunicado, a NASCAR disse: “Procedimentos, protocolos e número de participantes modificados foram finalizados com orientação de autoridades de saúde pública, médicos especialistas e autoridades locais, estaduais e federais. Todos os convidados presentes serão examinados antes de entrar, obrigados a usar máscaras, obrigados a guardar distância social de 6 pés (cerca de 1,8 metro) e não terão acesso ao campo interno, entre outros protocolos operacionais revisados. A NASCAR continuará a adaptar e melhorar seus procedimentos para garantir que sejam eficazes e possam ser escalados para suportar um número crescente de fãs no futuro.”

O Homestead-Miami Speedway convidará até 1.000 membros do serviço militar do sul da Flórida como convidados honorários da corrida deste domingo, representando a Base da Reserva Aérea de Homestead e o Comando do Sul dos EUA em Doral.

O Talladega Superspeedway permitirá até 5.000 convidados nas arquibancadas no dia 21 de junho. Além disso, haverá lugares limitados para motorhomes. Os ingressos estão abertos exclusivamente por ordem de chegada para os fãs que compraram ingressos para o evento originalmente programado (26 de abril) e que moram nas proximidades da pista.

Daryl Wolfe, vice-presidente executivo, diretor de operações e vendas da NASCAR, disse: “Acreditamos que a implementação desse processo metódico é um importante passo à frente para o esporte e o futuro dos eventos esportivos. A paixão e o apoio inabalável de nossa indústria e fãs é a razão pela qual competimos todo fim de semana e esperamos recebê-los de forma lenta e responsável em eventos selecionados.”

A NASCAR voltou às corridas em maio, após o intervalo desde o início da pandemia do coronavírus, realizando eventos sem fãs em Darlington, Charlotte, Bristol e Atlanta.

Téo José revela papo com Silvio Santos que causou redução da cobertura da Indy

PODCAST: A liderança de Hamilton pode transformá-lo em uma influência maior que Senna fora da F1?

Your browser does not support the audio element.

Leia também