Nas mãos de Renato! Grêmio tem dois problemas a resolver antes da decisão

Fábio Utz Iasnogrodski

​É chegado o momento mais importante da temporada. Precisando vencer no tempo normal ou empatar marcando no mínimo dois gols (1 a 1 tem pênaltis) para avançar à final da Libertadores da América, o ​Grêmio convive com algumas problemas antes de enfrentar o ​Flamengo, quarta-feira, no Maracanã. E cabe exclusivamente ao técnico Renato Portaluppi resolvê-los.


Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

De torcedor para torcedor: clique aqui e siga o 90min no Instagram!





As dificuldades para armar a equipe se resumem, basicamente, a duas posições: armador e lateral-direito. No meio-campo, já se sabe que dificilmente o titular Jean Pyerre terá condições de entrar em campo por conta de uma lesão muscular. Mesmo que esteja no Rio de Janeiro junto à delegação, não está com 100% de condições. Se não bastasse isso, Luan, seu substituto, voltou a conviver com problemas físicos. Com dores no pé direito, foi substituído diante do Bahia e fez tratamento intensivo nos últimos dias, mas mesmo assim chegou à concentração na Barra da Tijuca mancando. Caso realmente o Tricolor fique sem a dupla, Thaciano surge como principal alternativa, mas não se pode descartar também a entrada do garoto Patrick ou até mesmo a colocação de Michel, com Maicon atuando mais adiantado.


Do lado do campo, a preocupação é absolutamente técnica. Rafael Galhardo e Léo Moura, nas últimas vezes em que foram titulares, decepcionaram. O primeiro, pela falta de ritmo e a idade avançada, sentiu o desgaste. Já o segundo não conseguiu dar a proteção necessária ao setor. Renato, como já é de costume, faz mistério sobre quem será o escolhido. E, diante deste panorama, pensar no zagueiro Paulo Miranda sendo improvisado também não é nenhum absurdo. Afinal, é um jogo em que praticamente se decide o ano do clube.


Para mais notícias do Grêmio, clique ​aqui.

Leia também