Nas escolhas e nos bastidores, Ceni se aproxima das lideranças do Flamengo

LANCE!
·1 minuto de leitura


Rogério Ceni fez sua estreia pelo Flamengo um dia depois de ser apresentado, portanto, o técnico está conhecendo o elenco e o ambiente do clube enquanto inicia seu trabalho em campo. Nestes primeiros dias no CT do Ninho do Urubu - onde está hospedado -, o treinador se aproximou das lideranças do grupo - os técnicos ou os de personalidade. As escolhas por Diego Alves e Willian Arão como titulares na última quarta-feira, contra o São Paulo, são mostras disso.

Nestes casos, a hierarquia foi respeitada pelo recém-chegado comandante. Diego Alves voltou à meta após Hugo Souza, em decorrência da lesão do camisa 1, ser acionado por Domènec Torrent e corresponder bem. Já no meio, Arão foi o escolhido para atuar ao lado de Gerson, enquanto Thiago Maia ficou no banco. A aproximação dos líderes, contudo, também aconteceu no dia a dia.

Rogério Ceni procurou conversar com outros líderes, como Diego Ribas e Filipe Luís, que atualmente estão lesionados, entre outros atletas, como informou inicialmente o site "UOL". Foi a partir destes contatos que o treinador identificou que os jogadores aprovaram o retorno da metodologia e do estilo de jogo desenvolvido pelo Mister Jorge Jesus, como confirmou em entrevista.

Nesta sexta-feira, Rogério Ceni comanda a terceira atividade no gramado do CT, já visando o confronto com o Atlético-GO, no Maracanã, pela 21ª rodada do Brasileirão. O jogo está marcado para às 21h30, e será o segundo do treinador.

Com a decisão por uma vaga na semifinal da Copa do Brasil contra o São Paulo, na próxima quarta no Morumbi, a tendência é de que Rogério Ceni faça alterações pontuais na escalação do Flamengo - a qual será definida no sábado.