"Não me descolo de Bolsonaro", diz Russomanno, em queda nas pesquisas

Colaboradores Yahoo Notícias
·1 minuto de leitura
Celso Russomanno, candidato à Prefeitura de São Paulo pelo Republicanos, e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se encontram no aeroporto de Congonhas
Celso Russomanno, candidato à Prefeitura de São Paulo pelo Republicanos, e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se encontram no aeroporto de Congonhas

Celso Russomanno, candidato do Republicanos à Prefeitura de São Paulo, abafou o aparente distanciamento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em sua campanha, mesmo associando seu nome e suas propostas ao governo federal.

“Não há nenhuma tentativa de descolar minha imagem à do presidente. O presidente está dentro da minha campanha e não descolo minha imagem da dele. Tenho apoio do presidente Bolsonaro e isso não muda em nenhuma hipótese”, disse Russomanno em entrevista à rádio Jovem Pan.

Leia também

Segundo o jornal Folha de S.Paulo, Russomanno passou a não citar o presidente em seu horário eleitoral e em jingles em campanha na rua. O candidato e seu marqueteiro, Elsinho Mouco, afirmavam, porém, que a campanha seguia alicerçada em Bolsonaro e que não havia distanciamento. O presidente deve gravar imagens para o programa eleitoral de Russomanno.

Na última quinta-feira (29), em sua live semanal, Bolsonaro mencionou Russomanno entre seus candidatos eleições municipais. O presidente se encontrou com o candidato a prefeito de São Paulo na sexta, no aeroporto de Congonhas.

Russomanno perdeu a liderança nas pesquisas Ibope e Datafolha para Bruno Covas (PSDB), candidato a reeleição. Nos dois institutos, o aliado de Bolsonaro aparece com 20% das intenções de voto. O atual prefeito está com 26% (Ibope) e 23% (Datafolha).

A diferença do candidato do Republicanos para Guilherme Boulos (PSOL) diminuiu para seis pontos, no Datafolha, e sete, no Ibope, embolando a disputa para o segundo turno.