Namorada de Militão mostra revolta com racismo contra jogador

·1 min de leitura
Eder Militão defende o Real Madrid e a Seleção Brasileira. Foto: David S. Bustamante/Soccrates/Getty Images
Eder Militão defende o Real Madrid e a Seleção Brasileira. Foto: David S. Bustamante/Soccrates/Getty Images

Segundo informações do portal Uol, a namorada do zagueiro brasileiro Éder Militão, Karoline Lima contou que o jogador do Real Madrid sofre racismo por ser negro e se relacionar com uma pessoa branca.

Nas redes sociais, Karoline foi perguntada por um seguidor sobre a parte difícil de se relacionar com um famoso atleta de futebol.

Leia também:

“Muito julgamento. Na verdade, se você não quiser mesmo, mesmo, mesmo fazer dar certo, se você não amar mesmo a pessoa, é muito difícil vingar. É muita pressão, principalmente se houver diferença na cor da pele. A sociedade é podre”, disparou a influencer.

Logo depois, em outra pergunta, um seguidor quis saber como ela lida com essas situações. “É velado, disfarçado. Falam coisas que eu sei que não falariam se eu tivesse me relacionando com um cara branquinho, loirinho, de olho claro (sei porque já me relacionei e realmente é louca a diferença)”, contou.

“É como se dizer que amo não fosse o bastante. E é como se ele ser uma pessoa que me ama e me faz bem não fosse o bastante também. Querem arrumar motivos, e esses motivos a gente sabe quais são. É realmente triste ver o ponto que chega”, explicou Karoline.

A influenciadora digital e o defensor estão à espera da primeira filha do casal. Eles compartilharam a gravidez no fim do ano passado e isso também é uma preocupação para a namorada do jogador revelado pelas categorias de base do São Paulo.

“Infelizmente sei que provavelmente ela também sentirá tudo isso. E isso me assusta, mas me motiva a ser cada vez mais uma leoa para ela", finalizou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos