Nadal vence Thiem e conquista o décimo título em Barcelona

Rafael Nadal segue fazendo história no tênis mundial. Neste domingo, o espanhol, quinto do ranking mundial, conquistou pela décima vez na carreira o título do ATP 500 de Barcelona, único jogador da Era Aberta do tênis mundial a chegar a dez troféus em torneios distintos, já que faturou o decacampeonato em Monte Carlo na última semana.

Na decisão deste domingo, Nadal venceu o austríaco Dominic Thiem (9º da ATP) por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/1, em uma hora e meia de jogo. Este é o segundo título do Touro Miúra do ano, os dois na terra batida, e o espanhol ainda disputará mais três torneios no saibro na sequência: os Masters 1000 de Madri e de Roma, além de Roland Garros, do qual também busca o décimo título.

O jogo começou equilibrado, com os dois tenistas dando poucas chances aos oponentes, além de mostrarem-se firmes em quadra, protagonizando pelos pontos. A decisão da parcial aconteceu no décimo game, quando Thiem não conseguiu manter seu serviço e cedeu a quebra a Rafa, que saiu na frente.

A perda do primeiro set desestabilizou Thiem, que não voltou com a mesma intensidade para o jogo, pecando em questões psicológicas. Confortável na partida, Nadal dominou completamente o adversário e, com quebras de serviço no quarto e sexto games, encaminhou a vitória.

Este foi o décimo título do Touro Miúra em Barcelona, o 71º da carreira, sendo 51 deles na terra batida, fundamentando ainda mais o apelido de Rei do Saibro. Além disso, Rafa foi campeão sem perder sets e, junto com a invencibilidade de Monte Carlo, soma dez jogos sem perder.

Francês é campeão na Hungria

No ATP 250 de Budapeste, disputado na Turquia, o campeão foi o francês Lucas Pouille (14º), que não teve maiores dificuldades para garantir o título.

Na decisão, Pouille atropelou o britânico Aljaz Bedene (68º) por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/1, em uma hora e quatro minutos de jogo. Este foi o primeiro título do francês em 2017.

 Algoz de Sharapova fica com o vice na Alemanha

No Premier de Stuttgart, disputado na Alemanha, a campeã foi Laura Siegemund (49ª), tenista da casa, que superou a francesa Kristina Mladenovic (19ª) por 2 sets a 1, com parciais de 6/1, 2/6 e 7/6 (7-5).

O torneio foi marcado pela volta de Maria Sharapova ao circuito, após a russa ficar afastada 15 meses depois de ter sido comprovado o doping. A ex-número 1 do mundo foi eliminada na semifinal por Mladenovic.

Já no WTA de Istambul, disputado na Turquia, quem ficou com o título com a ucraniana Elina Svitolina (13º), que superou a belga Elise Merstens (65º) em sets diretos, com parciais de 6/2 e 6/4.