Nadal tem impressão de estar "perdendo um ano de nossas vidas"

AFP
O espanhol Rafael Nadal em quadra em Indian Wells, 13 de março de 2019
O espanhol Rafael Nadal em quadra em Indian Wells, 13 de março de 2019

O espanhol Rafael Nadal, tenista número 2 do mundo, vê "praticamente perdida" a temporada 2020, com a sensação de estar "perdendo um ano de nossas vidas" devido à pandemia do coronavírus, em entrevistas publicadas nesta terça-feira (5) pelos jornais "ABC" e "El País".

"Para mim, se você colocar na minha frente um papel que diz que em janeiro de 2021 a temporada começará normalmente, eu assino sem olhar", afirmou o espanhol ao ABC.

"Há muitos interesses pessoais e econômicos, o esporte move muitas coisas, mas vai ser difícil voltar à normalidade", garantiu Nadal.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

"Eu vejo o ano de 2020 como praticamente perdido. Tenho a esperança de poder começar o ano que vem. Tomara que seja assim", insistiu em declarações ao El País.

"Espero voltar a jogar o quanto antes, mas eu, fazendo um exercício de lógica, vejo o seguinte: a gente está sempre viajando toda semana para um lugar diferente, temos contato com hotéis, aeroportos, lugares distintos...", lembrou.

Nadal aproveitou que o governo espanhol voltou a permitir desde segunda-feira (4) que os atletas profissionais possam treinar para pisar novamente numa quadra de tênis, embora acredite ser difícil voltar a competir nesta temporada.

"Minha sensação, e é com tristeza que digo isso, não vou mentir, é que estamos perdendo um ano de nossas vidas. E com 33-34 anos é muito mais valioso que quando se tem 20", lamentou.

Ao ser questionado sobre a possibilidade de ter que escolher entre disputar o US Open ou Roland Garros, que ficaram muito próximos um do outro no calendário após o adiamento do Grand Slam francês, Nadal enxerga incertezas.

"Sinceramente, acredito que isso não vai acontecer. Do US Open a Roland Garros com uma semana no meio... Não acredito que poderemos jogar", declarou Nadal, 12 vezes campeão de Roland Garros.

O torneio francês está previsto para ser disputado de 20 de setembro a 4 de outubro, após ser adiado pela pandemia do coronavírus, apenas uma semana após o US Open, agendado para 31 de agosto a 13 de setembro.

Leia também