Nadal tem caminho complicado no Masters 1000 de Montecarlo

O tenista espanhol Rafael Nadal, em Acapulco, em 4 de março de 2017

Rafael Nadal vai ter caminho complicado para defender o título do Masters 1000 de Montecarlo, que começa domingo, e pode cruzar Alexander Zverev e Grigor Dimitrov antes das semifinais, segundo sorteio realizado nesta sexta-feira.

O espanhol é o atual quinto melhor tenista do ranking ATP e quer a décima taça do torneio no Principado. A primeira grande ameaça seria o alemão Zverev (20º), uma das promessas do circuito, em provável cruzamento nas oitavas de final.

Caso avance e os prognósticos se confirmem, Nadal pode enfrentar Dimitrov (12º) nas quartas.

O sorteio foi mais misericordioso com o número 2, o sérvio Novak Djokovic, vencedor do torneio em 2013 e 2015. Djoko pode enfrentar o belga David Goffin (14º) ou o austríaco Dominic Thiem (9º) numa possível quartas de final.

Djokovic e Nadal podem se encontrar nas semifinais.

O líder do ranking, o britânico Andy Murray, vai voltar a competir depois de um mês afastado por problemas no cotovelo.

O caminho para o melhor tenista da atualidade é mais simples até as quartas, onde pode encontrar o croata Marin Cilic (8º) ou o tcheco Tomas Berdych (13º).

A dificuldade apareceria na semifinal, com possível cruzamento contra o suíço Stan Wawrinka, número 3 do mundo e campeão de Montecarlo em 2014.

Número 4 do mundo e em excelente forma no primeiro trimestre do ano, o suíço Roger Federer, campeão do Aberto da Austrália e dos Masters 1000 de Indian Wells e Miami, não vai competir até Roland Garros. A presença no Grand Slam de saibro ainda é dúvida.