Nadal quer jogar em Abu Dhabi e no Aberto da Austrália

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
"A lesão no meu pé ainda deve melhorar um pouco, mas já treino quase uma hora e meia por dia, sendo assim é positivo", disse o tenista espanhol, número 5 do mundo (AFP/Michael Errey)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Rafael Nadal, que só disputou duas partidas desde sua derrota nas semifinais em Roland Garros, em junho, devido a uma lesão no pé, anunciou nesta segunda-feira (1º) sua intenção de voltar às quadras em dezembro, em Abu Dhabi, de olho na preparação para o Aberto da Austrália, em janeiro.

"Meu plano é jogar em Abu Dhabi em dezembro e depois (em janeiro) um torneio antes da Austrália, não sei qual, e em seguida o Aberto da Austrália. Esse é o meu objetivo (...) Trabalhamos intensamente para que possa ser assim", declarou o tenista espanhol, o quinto no ranking da ATP atualmente, durante um evento com um patrocinador em Paris.

"Não sei exatamente quando estarei de volta (ao circuito), não quero mentir. Mas posso dizer que o meu objetivo é tentar voltar a Abu Dhabi em dezembro. Depois, logicamente, para o início da nova temporada, em janeiro", confessou o campeão espanhol, detentor de 20 títulos de Grand Slam.

"A lesão no meu pé ainda deve melhorar um pouco, mas já treino quase uma hora e meia por dia, o que é positivo. Há dias melhores do que outros, mas começo a ter muito mais dias positivos do que negativos. Assim, estou em um bom caminho", insistiu o tenista de 35 anos.

No começo de setembro, Nadal anunciou ter se submetido a um tratamento no pé esquerdo que o manteria "afastado das quadras por várias semanas".

"Estou me sentindo melhor", comemorou.

Nadal sofre da síndrome de Muller-Weiss, uma doença degenerativa que provoca uma deformação em um dos ossos situados na parte central do pé.

- Caminho aberto na Austrália? -

O Aberto da Austrália é o Grand Slam onde o tenista espanhol menos venceu: apenas uma vez. Foi em 2009, e desde então perdeu a final em quatro ocasiões, duas para Novak Djokovic.

Ainda não se sabe se o sérvio, número um do mundo, estará no primeiro 'Grande' torneio do ano.

Nas últimas semanas tem surgido mensagens contraditórias sobre os requisitos sanitários para participar da competição.

Diferentes autoridades do país informaram que os jogadores não vacinados não terão dispensas especiais para participar do Aberto da Austrália (17-30 de janeiro). Um cenário que poderia abrir o caminho para Nadal.

'Djoko', carrasco de Nadal no último Roland Garros, afirmou no domingo passado que não decidirá sua participação em Melbourne até que seja tomada uma decisão oficial sobre os jogadores e as vacinas.

ig/dep/iga/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos