Nadal crê que Murray e Djokovic voltarão a jogar em alto nível

Rafael Nadal vive uma boa temporada em 2017. O atual número 5 do mundo conquistou dois títulos em cinco finais no ano, e aparece como o segundo tenista que mais pontuou na temporada, atrás apenas de Roger Federer, que levou três troféus. A boa fase dos dois destoa dos dois primeiros colocados do ranking mundial: Andy Murray e Novak Djokovic.

Cada um dos líderes do ranking têm apenas um título no ano. Enquanto Murray triunfou no ATP 500 de Dubai, Djokovic foi campeão do ATP 250 de Doha. Apesar das conquistas, os dois tenistas tiveram resultados abaixo do nos principais torneios do ano, e não vêm mostrando o bom desempenho que já apresentaram. Mesmo assim, Nadal acredita que seja questão de tempo até Andy e Novak reencontrarem o caminho das vitórias.

“Eles são os dois melhores do ranking por algum motivo. Se não recuperarem o nível nos próximos torneios, será nos seguintes”, declarou o espanhol. Rafa ainda brincou que a volta de Murray e Djoko não será tão boa para ele. “Eles vão voltar mais cedo ou mais tarde, infelizmente para mim”, brincou o canhoto.

Os dois títulos conquistados por Nadal em 2017 foram alcançados nas duas últimas semanas, quando o Touro Miúra faturou o decacampeonato do Masters 1000 de Monte Carlo e do ATP 500 de Barcelona. O Rei do Saibro ainda disputará outros três torneios na terra batida, e afirmou que ficaria feliz de lutar pelo décimo título também em Roland Garros.

“Depois de duas semanas muito positivas, agora trabalho para chegar nas melhores condições a essas competições. Estou muito bem, e meu objetivo é tentar que meu nível de jogo e minha competitividade sigam sendo altos. Adoraria lutar por essa possibilidade e qualquer coisa pode acontecer. Porém, saber que ganhei em Monte Carlo e em Barcelona é suficiente para mim”, finalizou.